sete dias sem medo da notícia
Entenda
Manifesto que pede pacificação do Brasil teve origem na Febraban
Até ontem, o documento já contava com 200 assinaturas
Por : Redação CN7
30/08/21 9:19

O manifesto da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) que pede a pacificação entre os três Poderes teve origem na Federação Brasileira de Bancos (Febraban), diz o Estadão de hoje (30). Até ontem, o documento já contava com 200 assinaturas.

O documento, intitulado “A Praça é dos Três Poderes”, pretende demonstrar o incômodo nos setores produtivo e financeiro com a crise institucional provocada por Jair Bolsonaro. A ideia é não citar o nome do presidente.

A Caixa e o Banco do Brasil decidiram deixar a Febraban no sábado (28). Até então, acreditava-se que a federação tinha apenas aderido ao manifesto da Fiesp. Como mostramos, Bolsonaro autorizou a saída dos bancos públicos da entidade.

A versão do texto que saiu da Febraban era um pouco mais enfática nas críticas, mas também não citava o nome do presidente da República.

O texto falava em “grande preocupação em relação à escalada de tensões entre as autoridades públicas, o que coloca em risco um dos pressupostos para a funcionalidade da democracia: a harmonia entre os Poderes”.

LINKS PATROCINADOS