sete dias sem medo da notícia
Em Fortaleza
Mais de 90% de efeitos adversos causados pela vacina contra a Covid são leves
Fortaleza ultrapassou a marca de 3 milhões de vacinas administradas contra a Covid-19
Por : Redação CN7
04/10/21 19:33

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informou nesta segunda-feira (4) que a cidade de Fortaleza registrou um total de 998 eventos notificando os Efeitos Adversos Pós Vacinação (EAPV), dos quais 94% foram classificados como leves. Até o momento, a capital cearense ultrapassou a marca de 3 milhões de vacinas administradas contra a Covid-19, somando as doses um, dois, reforço para idosos e única.

Entre os sintomas leves apresentados estão dor no braço, edema, vermelhidão ou febre baixa. Os sintomas, no entanto, tendem a desaparecer em até 48h ou 72h, no máximo. “O dado significa que a vacina contra a Covid-19 é segura e que as pessoas devem procurar as unidades de vacinação para receber a proteção. Os efeitos podem ocorrer em qualquer pessoa, os sintomas irão depender do produto, da técnica de administração e das características individuais de cada pessoa”, explicou a coordenadora de Imunização da SMS, Vanessa Soldatelli.

Ainda de acordo com a coordenadora, os efeitos moderados são aqueles que persistem por mais tempo, como febre acima de 38 graus. As reações mais graves, por sua vez, podem ser causadas por alergia a algum componente da vacina, causando choque anafilático, convulsão ou síncope. Porém, os sintomas progridem de forma positiva e eventuais casos de óbito não estão relacionados à vacinação.

“Mesmo os efeitos adversos mais graves são tratáveis. Qualquer pessoa que tenha reações suspeitas deve procurar uma unidade de saúde, onde o evento vai ser notificado e a vigilância epidemiológica fará a investigação e o acompanhamento do paciente. Os eventos graves precisam de mais atenção e assistência adequada, o mais rápido possível”, disse.

Vanessa Soldatelli reforçou, ainda, que os sintomas de efeitos adversos, público ou particular, devem ser notificados. “Na rede municipal, as equipes de saúde estão preparadas para receber essas pessoas e fazer o acompanhamento de cada caso”, finalizou.

LINKS PATROCINADOS