Mais da metade dos turistas que visitam a região do Cariri vão acompanhados da família

Entrevistados afirmaram que pretendem retornar a região

Estátua de Padre Cícero, localizada em Juazeiro do Norte. Foto: Arquivo / Jornal do Cariri

27/11/23 17:45

Levantamento da Secretaria do Turismo (Setur-CE) aponta que cerca de 60% desse número de visitantes estiveram acompanhados da família. A pasta estadual realizou uma pesquisa durante os dias com programação, que iniciou 28 de outubro e finalizou em 2 de novembro, dia de finados.

Participe do grupo do CN7 no WhatsApp

Todos os entrevistados afirmaram que pretendem retornar a região. Para cerca de 69%, a religiosidade foi o principal motivo da viagem, enquanto 10% afirmaram que o comércio e 7,4% para visitar parente/amigo. Outros motivos apontados foram trabalho e saúde.

Com relação ao meio de transporte mais utilizado, cerca de 74,1% utilizaram ônibus, enquanto 21,5% chegaram até a região de automóvel. Avião, Van e motocicleta completam o ranking. Já os meios de hospedagens mais utilizados foram pousadas/ranchos (77,2%), hotel/resort (11%) e casa de parentes/amigos (6,6%). A média de permanência desses turistas na região foi de 4 dias.

Mercados emissores

Os estados da região Nordeste foram os maiores emissores de fieis. Quase metade eram residentes de Pernambuco (49%), seguido por Sergipe (16,8%), Alagoas (14,9%) e Paraíba (5,4%). Os cearenses que se deslocaram para a região eram 3,9% dos entrevistados. Na região Sudeste, o destaque foi São Paulo (1,9%), enquanto do Centro-Oeste foi Goiás (0,2%).

O gasto médio total ficou em R$ 1.063,45, distribuídos em hospedagem (R$ 423,97), alimentação (R$ 249,06), transporte (R$ 194,88), entretenimento (R$ 243,05) e compras (R$ 466,32) .

Avaliação dos atrativos

A pesquisa da Setur-CE também buscou compreender o que os turistas achavam dos atrativos da região. No ranking dos cinco aspectos mais avaliados como ótimos estão os passeios oferecidos (69,9%), os atrativos naturais (66%), a hospitalidade (64,1%), a sinalização urbana turística (62,4%), e a qualidade ambiental (62,1%).

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

Os meios de hospedagens disponíveis (58,2%), os bares e restaurantes (57,2%) e o trabalho de guias turísticos (39,6%) também foram bem avaliados. A média geral de satisfação da região na categoria ótimo ficou em 79,5%.

LINKS PATROCINADOS