Maioria dos gestores do Crajubar é contra a extinção do TCM

15/08/17 8:51

A maior parte dos prefeitos e presidentes de câmaras do Crajubar avalia como negativa a extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) pela Assembleia Legislativa do Ceará. Para os gestores, a extinção tem como motivação uma tensão política. A votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), de autoria do deputado estadual Heitor Férrer (PSB), em segundo turno, aconteceu no dia 8 deste mês.

A PEC foi aprovada com 30 votos favoráveis e nove contra. Outros seis parlamentares se ausentaram da sessão e o presidente da Mesa Diretora, deputado Zezinho Albuquerque (PDT), não votou. Para o prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio (PSDB), a extinção do órgão trará prejuízo moral ao Estado. Segundo Argemiro, o órgão serve não só como fiscalizador, mas como orientador de boas ações. O prefeito Barbalhense avaliou que existem exageros em avaliações, como é o caso das atecnias, mas que o benefício é maior que o prejuízo.

Leia a matéria completa na edição desta semana do Jornal do Cariri:

LINKS PATROCINADOS