sete dias sem medo da notícia
Justiça revoga prisão preventiva de oito PMs acusados pela Chacina do Curió
Por : Redação CN7
18/04/17 18:14

A 1ª Vara do Tribunal do Juri de Fortaleza revogou, nesta terça-feira (18), a prisão preventiva de oito policiais militares acusados de envolvimento na Chacina do Curió: Antônio Carlos Matos Marçal, José Wagner Silva de Souza, José Oliveira do Nascimento, Clênio Silva da Costa, Antônio Flauber de Melo Brazil, Francisco Helder de Sousa Filho, Maria Bárbara Moreira e Igor Bethoven Sousa de Oliveira.

A prisão preventiva será substituída por medidas cautelares: os policiais estão proibidos de exercerem atividade policial externa; impedidos de se ausentarem de Fortaleza por prazo superior a oito dias sem aviso prévio; deverão comunicar qualquer eventual mudança de endereço; e proibidos de manterem contatos com as vítimas sobreviventes e com as testemunhas elencadas na peça acusatória.

Um total de 44 policiais é acusado de estar envolvido na Chacina do Curió, quando 11 pessoas foram assassinadas, três outras sofreram tentativa de homicídio, além de torturas físicas e psicológicas na madrugada do dia 12 de novembro de 2015, em Fortaleza.

PUBLICIDADE
LEIA TAMBÉM