sete dias sem medo da notícia
Justiça mantém prisão de homem que assaltou clínica usando farda escolar e baleou PM
Por : Redação CN7
26/05/17 16:24

O juiz Ireylande Prudente Saraiva, titular da 18ª Vara Criminal de Fortaleza, negou, na quinta-feira (25), o pedido de revogação da prisão preventiva de Francisco Rogemberg Arruda Firmino, acusado de participar do assalto a uma clínica no qual um policial foi baleado.

“Sobre o pleito de liberdade, não existe mudança fática que possa desmotivar o decreto cautelar, subsistindo os motivos da aplicação da lei penal e da garantia da ordem pública. De outra feita, consoante já devidamente explicitado no decreto extremo, a garantia da ordem pública é verificada através da repercussão do crime na comunidade local, inclusive, com reflexos na imprensa escrita e televisiva”, explicou o magistrado.

Segundo os processos, no último dia 24 de abril, três homens e um adolescente, vestidos com uniformes de estudantes, invadiram uma clínica no bairro Messejana, em Fortaleza, e realizaram um assalto. Durante a ação, um policial militar que estava no local (de folga) reagiu e foi baleado. O grupo levou o celular do agente e, na fuga, roubou a motocicleta de outra vítima. O policial foi internado no hospital Instituto José Frota (IJF).

Rogemberg e os outros dois acusados foram presos em flagrante, mas o adolescente consegui escapar. Com eles, foi apreendido um revólver calibre 38. O crime foi filmado por câmeras do estabelecimento, o que permitiu identificar os suspeitos. Rogemberg e outro acusado confessaram o crime.

Fonte: TJCE

LINKS PATROCINADOS