sete dias sem medo da notícia
Juiz eleitoral cassa diploma de Ivo Gomes e vice e Sobral deve ter novas eleições
Ivo cobrou a resolução dos inquéritos que apuram cerca de 80 assassinatos em Sobral
Por : Redação CN7
28/11/17 0:28

O juiz de Direito da Comarca de Bela Cruz, que responde pela 24ª Zona Eleitoral de Sobral, Fábio Medeiros Falcão de Andrade, decidiu nesta segunda-feira (27) cassar os diplomas de Ivo Ferreira Gomes e Cristiane Marie Aguiar Coelho, prefeito e vice-prefeita de Sobral.

De acordo com o processo, os citados são acusados da compra de votos na madrugada do dia 01 de outubro, véspera de eleições, no Centro de Sobral.

“A prova dos autos demonstra satisfatoriamente a prática de captação ilícita de sufrágio pelo candidato Ivo Gomes, mediante oferecimento de dinheiro”, escreveu o juiz na decisão. As provas, segundo o juiz, dizem respeito a relatos orais de testemunhas com “relevante valor”, uma vez que os crimes não exigem “recibo comprobatório de ‘compra'” e, por consequência, inviabiliza a existência de “prova documental”.

Segundo a decisão do magistrado, as testemunhas disseram que os votos eram comprados por R$ 50 e R$ 100 em “santinhos”. Em outro caso, uma testemunha disse ter ouvido do próprio Ivo Gomes que um homem iria entregar-lhe “um negócio”; instantes depois, um rapaz apareceu com um envelope contendo R$ 5 mil a ser dividido entre 20 e 25 pessoas.

Em nota publicada no Facebook, Ivo nega todas as acusações, e ressaltou que o próprio Ministério Público Eleitoral de Sobral afirmou não haver qualquer prova contra ele.

LINKS PATROCINADOS