Sete dias por semana sem medo da notícia!
Jovem sequestrado por uma facção é salvo da morte pela Guarda Municipal na Capital
Antes de resgatar o refém, que era torturado, guardas trocaram tiros com os bandidos
O rapaz já havia sido baleado e esfaqueado quando foi resgatado pela GMF
Ouça a matéria

A rápida ação de agentes da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) no fim de semana evitou que mais um jovem se tornasse  vítima da violência das facções criminosas na periferia da Capital. Sequestrado por bandidos na saída de uma churrascaria, no bairro Vila Velha, o rapaz de 22 anos, que trabalha como catador, foi levado para o “tribunal” do crime onde seria morto, mas foi resgatado por guardas municipais que trocaram tiros com os raptores.

De acordo com a GMF, o rapaz identificado como Marden Almeida do Nascimento, foi seqüestrado por quatro homens em um carro e levado para  o bairro Vila Velha, em um local que ficou conhecido por “Cidade Fantasma”, depois que os moradores foram todos expulsos de suas casas pelos criminosos.

Ao chegar no local indicado na denúncia, os guardas foram recebidos a tiros e revidaram, provocando a fuga dos criminosos. Havia dois na entrada da casa atuando como vigias do cativeiro e outros dentro da residência torturando o refém.

“Depois do tiroteio e da fuga dos delinquentes, encontramos o rapaz que estava sendo torturado pela facção. Ele já tinha levado dois tiros nos braços e facadas nos pés”, contou um dos agentes que participaram da operação de resgate.

Resgatado

Os próprios guardas socorreram o jovem até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Vila Velha e, em seguida, após passar pelo primeiro atendimento, ele foi transferido em uma ambulância do Samu, com escolta da Guarda Municipal, para o Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro).  Conforme os médicos, o estado de saúde do jovem é estável, apesar das lesões de tiros e facadas que ele sofreu.  

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também