Sete dias por semana sem medo da notícia!
Jovem atrai e mata o amigo a tiros para ser “batizado” após trocar de facção
Após o crime, o assassino tentou chantagear a família do morto para entregar o corpo
"Riquinho", o assassino (de boné azul), matou Ícaro e ocultou o cadáver
Ouça a matéria

A Polícia localizou na tarde desta quarta-feira (24) o corpo de um adolescente de 15 anos que havia desaparecido do bairro Vicente Pinzón, na zona Leste de Fortaleza, após ser atraído para um encontro com outro morador do bairro. O corpo apresentava várias marcas de tiros. Nas primeiras diligências, as autoridades acabaram por descobrir que o assassino era amigo da vítima e praticou o crime para ser “batizado” por uma facção.

De acordo com a Polícia, o adolescente assassinado, identificado por Ícaro, e que era homossexual, foi atraído para a morte por um jovem conhecido no bairro Vicente Pinzón pelo apelido de “Riquinho CJ”.

“Riquinho” era integrante da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE), que domina o bairro Vicente Pinzón, mas havia decidido “rasgar a camisa” e ingressar nas fileiras do grupo criminoso rival, o Comando Vermelho (CV).

Mas, para ser “batizado” na nova facção, recebeu a missão de matar alguém que fosse integrante da GDE, ou mesmo morador do bairro dominado por esta facção. Ele então, “escolheu” o adolescente como vítima, o atraiu para a morte, e executou o plano.

Corpo encontrado

Mas, antes que a Polícia localizasse o cadáver do menor, em um terreno baldio na comunidade do Areial, no bairro Alto da Balança, o assassino ligou para a família do morto e fez chantagem, exigido dinheiro em troca de informações sobre o local onde o corpo havia sido ocultado.  Porém, antes que a família cedesse às exigências do criminoso, a Polícia encontrou o corpo de Ícaro. Já o assassino, permanece foragido.   A Polícia caça o assassino.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também