sete dias sem medo da notícia
JBS doou R$ 600 milhões para 1.829 candidatos de 28 partidos
Por : Redação CN7
20/05/17 8:39

O diretor da JBS Ricardo Saud revelou em sua delação premiada uma radiografia nítida do propinoduto que chega quase a R$ 600 milhões, que financiou 1.829 candidatos de 28 partidos das mais variadas colorações. Segundo O Globo, Saud detalha que a empresa conseguiu eleger 167 deputados federais de 19 siglas, bancou 28 senadores da República e fez 16 governadores. Apesar do extensa lista de políticos beneficiados, entregue por ele ao MPF, há muitos repasses de valores baixos como R$ 84 e R$ 200.

Ele alerta o procurador, no depoimento filmado, que praticamente “tudo é propina”, exceto a quantia ínfima de R$ 15 milhões diante do total de quase R$ 600 milhões. A listagem com valores, cargos, partidos, entre outras informações, foi entregue por Saud aos investigadores.

“Então eu gostaria de deixar registrado que nós demos propina para 28 partidos. Esse dinheiro foi desmembrado para 1.829 candidatos. Eleitos foram 179 deputados estaduais de 23 estados, 167 deputados federais de 19 partidos. Demos propina para 28 senadores da República, sendo que alguns disputaram e perderam eleição para governadores e alguns disputaram a reeleição ou eleição para o Senado. E demos propina para 16 governadores eleitos, sendo quatro do PMDB, quatro do PSDB, três do PT, dois do PSB, um do PP, um do PSD”, disse Ricardo Saud.

Conheça todos que concorreram a deputado federal no CE e receberam dinheiro da JBS

Veja a lista completa de candidatos à Assembleia que receberam da JBS em 2014

O dono da JBS, Joesley Batista, também falou das doações para os partidos e se referiu à cifra de R$ 500 milhões. Ele não explicitou o período em que os pagamentos foram feitos. A colaboração premiada do dono da JBS traz, segundo ele, crimes “de dez, 15 anos pra cá”. Desses R$ 500 milhões, R$ 400 milhões foram propina, que poderia até ser paga por vias oficiais, como caixa um.

Com informações de O Globo

LINKS PATROCINADOS