Sete dias por semana sem medo da notícia!
Imagens mostram cenas do crime de pistolagem na cidade de Senador Pompeu
Assessor da Prefeitura foi assassinado a tiros em um crime de motivação política
Pistoleiro foi filmado antes e depois do assassinato na tarde de 26 de dezembro
Ouça a matéria

Imagens divulgadas nesta quarta-feira (15) mostram o momento em que mais  um crime de pistolagem  é praticado no Interior cearense. O assassinato aconteceu na cidade de Senador Pompeu, no Sertão Central (a 273Km de Fortaleza), na tarde do último dia 26 de dezembro. A vítima da violência foi um assessor da prefeitura daquele Município.  O crime teria motivação política e continua sendo investigado pela Polícia Civil.

O jovem Cícero Flávio Uchoa do Nascimento de Airã, 22 anos, foi o alvo do criminoso armado. O servidor estava com amigos em uma oficina de som automotivo, no bairro Nova Brasília, na periferia da cidade, quando foi surpreendido pelo atirador. Ele corre em busca de escapar da morte, mas é alcançado e baleado, caindo morto na calçada de uma residência.

Do dia do crime até agora, as autoridades não revelam os detalhes da investigação. O jovem trabalhava no setor de comunicação social da prefeitura de Senador Pompeu e estava prestes a concluir um trabalho fotográfico que iria motivar uma denúncia contra um ex-gestor daquele município, acusado de ser funcionário “fantasma” do Poder Legislativo.

Depois de cometer o crime, o pistoleiro fugiu sem qualquer dificuldade. Mas, câmeras de rua filmaram toda a ação criminosa e as imagens podem ajudar a Polícia a identificar o atirador. Em relação aos mandantes, a Polícia nada revela.

Protesto

Na manhã desta sexta-feira (17), a partir das 8 horas, será realizado um ato de protesto nas ruas de Senador Pompeu em protesto pela morte do assessor e com pedidos de justiça. Uma caminhada pelas ruas da cidade vai pedir e identificação e punição dos mandantes do crime. A concentração será em frente ao Hospital  Municipal.

Veja vídeos do momento do crime:

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também