sete dias sem medo da notícia
ICMBio deve aplicar multa milionária contra Enel por crimes contra o meio ambiente
A mata foi devastada e recebeu uma rede elétrica de mais de 3 km exclusiva para a mansão
Por : Redação CN7
10/06/17 11:19

A Companhia Energética do Ceará Enel (antiga Coelce)  será duramente punida por ter instalado os postes em Área de Preservação Permanente, na APA da Serra da Meruoca, NA ZONA Norte do estado, onde era construída irregularmente uma mansão por parte do ex-governador Cid Gomes.

Fiscais Federais do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) estão chegando a Fortaleza na próxima segunda-feira (12)  para emitir o auto de infração e multar o órgão. Além da multa, todos os postes e instalações de energia trifásica terão que ser retirados. A companhia Enel instalou energia elétrica no local sem autorização do ICMBio e a pedido de Cid Gomes.

Também está sendo investigado qual a empresa que está fornecendo o sinal de Wi-Fi para a obra embargada do ex-governador. O Ministério Público Federal já está investigando o crime para descobrir quem financiou a instalação dos postes, abertura da estrada de acesso e de onde vem o sinal de internet, para saber quem bancou esse custo.

Posteamento

Fotos tiradas na região mostram que a linha elétrica já montada, com dezenas de postes fixados ao longo da estrada de terra que dá acesso ao canteiro de obras. Há também registros e outros equipamentos que iram beneficiar, exclusivamente, o dono da mansão, seus familiares e convidados. A obra estava a pleno vapor até ser embargada nesta semana, numa operação de fiscalização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) com o apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama/Ceará).

Segundo o parecer inicial dos técnicos que estiveram no local, a devastação provocada pelas obras de construção da mansão de Cid Gomes chega a 14 mil metros quadrados de desmatamento da Mata Atlântica, portanto, uma Área de Preservação Permanente (APA).

As imagens são a prova de como as obras vinham sendo tocadas de forma célere no local, com o posteamento e o cabeamento já concluídos para o fornecimento da energia elétrica à mansão de luxo que o ex-governador construía ilegalmente.

Além da multa aplicada e dos gastos com a obra que acabou embargada, o ex-gestor cearense vai arcar também com a implantação da rede elétrica que deverá, nos próximos dias, ser retirada totalmente.

LINKS PATROCINADOS