Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

Homicídio registrado em evento de pré-carnaval de Maranguape

As investigações estão a cargo da Delegacia Metropolitana de Maranguape

Foto: Arquivo Pessoal

02/02/24 13:44

Durante o evento de pré-carnaval da Prefeitura de Maranguape, um homem foi morto por disparos de arma de fogo. Segundo testemunhas, o tiro foi a queima-roupa e aos poucos as pessoas foram saindo da festa. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que as equipes da Polícia Civil (PC-CE) e Militar (PMCE) realizaram diligências no local para apurar as circunstâncias do crime de homicídio ocorrido na madrugada desta sexta-feira (02).

Siga o canal do CN7 no WhatsApp

A vítima, segundo testemunhas conhecida como Fernando, não foi identificada de forma oficial pela Secretaria. Mas, por meio de nota, a SSPDS informou que uma equipe da Perícia Forense (Pefoce) foi até o local e realizou os primeiros levantamentos sobre o crime. As investigações estão a cargo da Delegacia Metropolitana de Maranguape.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

Para auxiliar nos trabalhos policiais, a população pode denunciar pelo número 181, Disque-Denúncia ou também pode ajudar pelo (85) 3101-2808, o número da Delegacia Metropolitana de Maranguape. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Veja nota da SSPDS na íntegra:

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que, neste momento, equipes da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) e da Polícia Militar do Ceará (PMCE) estão em diligências com a finalidade de apurar as circunstâncias de um crime de homicídio, registrado na madrugada desta sexta-feira (02), na cidade de Maranguape, na Área Integrada de Segurança 24 (AIS 24) do Ceará. Com base nas primeiras informações, a vítima, um homem do sexo masculino sem a identificação formal, foi morta por disparos de arma de fogo, em via pública. Uma equipe da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) também compareceu ao local e iniciou os primeiros levantamentos sobre o crime. O caso será investigado pela Delegacia Metropolitana de Maranguape.

LINKS PATROCINADOS