sete dias sem medo da notícia
Estudo
HGF avalia eficácia da vacina contra Covid em pessoas com doenças reumáticas autoimunes
Duas mil pessoas com doenças reumáticas autoimunes serão avaliadas em todo Brasil
(Foto: Felipe Martins/Ascom HGF)
Por : Redação CN7
07/07/21 17:56

Um estudo liderado pela Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), em parceria com o Ministério da Saúde (MS), vai vacinar contra Covid-19 cerca de duas mil pessoas com doenças reumáticas autoimunes em todo o Brasil. Durante o período de um ano, os pacientes vão ser acompanhados para verificar efetividade e duração da imunidade após a vacinação contra Sars-Cov-2 em pacientes com doenças reumáticas imunomediadas. O Serviço de Reumatologia do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), unidade da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), ficará responsável pelo acompanhamento de 100 voluntários.

A pesquisa tem o intuito de avaliar a eficácia, a segurança e a durabilidade da proteção das atuais vacinas contra o coronavírus aplicadas no Brasil, assim como os possíveis efeitos adversos delas, em pacientes com doenças reumáticas autoimunes, como lúpus e artrite reumatoide. Segundo a pesquisadora e reumatologista do HGF, Rejane Abreu, o interesse do estudo em doenças reumáticas autoimunes se dá pela particularidade de atacarem o próprio organismo por meio de anticorpos e da necessidade do uso de medicamentos imunossupressores. “Como são vacinas novas e que estimulam a produção de anticorpos, precisamos entender como e quais podem ser os resultados nesses pacientes”, explicou.

As vacinas que vão ser utilizadas no estudo foram doadas diretamente pelo Instituto Butantan e pelas empresas AstraZeneca e Pfizer. São doses extras, não incluídas na contagem da atual campanha de vacinação do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Além do HGF, o estudo é realizado em mais 11 centros: São Paulo (Unifesp), Goiânia (UFG), Porto Alegre (UGRGS), Belo Horizonte (UFMG), Juiz de Fora (UFJF), Manaus (Ufam), Rio de Janeiro (UFF), Vitória (Ufes), João Pessoa (UFPB), Brasília (UnB/Ebserh) e Curitiba (Edumed).

Inscrição para voluntários

Para participar, os interessados devem preencher um formulário de pré-cadastro. É preciso ter mais de 18 anos, possuir uma Doença Reumáticas Imunomediadas (Drim) e não ter sido vacinado contra a Covid-19. Não podem participar gestantes, pacientes com neoplasias, pessoas que já passaram por transplante de órgãos, além de imunossuprimidos por outras causas, como pessoas convivendo com HIV.

Veja lista de Doenças Reumáticas Imunomediadas:

  • Artrite reumatoide;
  • Lúpus;
  • Eritematoso sistêmico;
  • Espondiloartrites;
  • Síndrome de Sjögren;
  • Síndrome de sobreposição;
  • Vasculites e esclero sistêmicas;
  • Artrite psoriática;
  • Doença de Behçet;
  • Esclerose sistêmica;
  • Miopatias inflamatórias;
  • Síndrome intestinal inflamatória;
  • Doença mista do tecido conjuntivo (DMTC).
LINKS PATROCINADOS