sete dias sem medo da notícia
Guerra de facções: GDE ameaça atacar morro para retomar território do CV
O plano de ataque na Barra do Ceará foi descoberto após prisão de bandido no local
Recentemente, o Morro de Santiago foi ocupado pelas forças de Segurança
Por : Fernando Ribeiro
08/08/20 9:52

Bandidos da facção criminosa cearense Guardiões do Estado (GDE) planejam um ataque violento ao Morro de Santiago, na Barra do Ceará (Zona Oeste de Fortaleza) para retomar o território “perdido” para a facção rival Comando Vermelho (CV).  A Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) e a Polícia Militar informam que vão reforçar a segurança no local.

A revelação de que o planejamento do ataque está em andamento surgiu nas últimas horas após os moradores do morro e do seu entorno, na Comunidade Goiabeiras, terem pedido ajuda à Guarda Municipal na madrugada deste sábado (8), quando um grupo de bandidos armados ameaçou invadir residências e expulsar as famílias, além de matar desafetos.

A Guarda Municipal, através das patrulhas das Torres de Vigilância Comunitária do Programa Municipal de Proteção urbana (PMPU), das Goiabeiras e da Barra do Ceará, subiram o morro e fizeram várias diligências durante toda a madrugada de hoje, culminando na captura de um bandido temido na região e apontado como autor de vários assassinatos no bairro. Paulo Henrique Lopes do Nascimento, 26 anos, foi preso  quando estava escondido em uma casa no alto do morro. Os agentes, porém não encontraram as armas do bando.

Disputa

O ataque dos criminosos da GDE ao Morro de Santiago seria ainda uma vingança pelo assassinato de um dos chefes da facção naquele setor da Capital. O crime ocorreu na manhã do dia  12 de maio último, quando Tarcísio William de Andrade Sales foi fuzilado dentro de um carro na Rua Larga, nas Goiabeiras, sendo eliminado pelos rivais do CV com mais de 15 tiros de pistola.  

Meses antes de ser morto pelos inimigos do CV, o criminoso expulsou moradores de suas casas na Rua Araquém. Caçado pela PM e pela Guarda Municipal, ele foi se refugiar no bairro Bom Jardim (zona Sul da Capital), onde foi localizado e preso, semanas depois, por policiais de Inteligência do  Batalhão de Comando Tático Motorizado (Cotam), do Comando de Policiamento Especializado de Choque (CPChoque).

Após a morte do chefão da GDE na Barra do Ceará, criminosos do Comando Vermelho ocuparam o Morro de Santiago, mas acabaram sendo rechaçados dali durante uma recente  operação de ocupação feita pela Guarda Municipal em parceria com a PM. A briga pelo território, no entanto, não acabou e novas ameaças surgem agora.

LEIA TAMBÉM