Governo lança ferramenta para auxiliar Forças de Segurança na recuperação de celulares roubados

Evento contou com a presença do governador Elmano de Freitas

(Foto: Carlos Gibaja/Governo do Ceará)

02/04/24 17:48

O Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Segurança e Defesa Social (SSPDS), lançou, nesta terça-feira (2), no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), em Fortaleza, a ferramenta Meu Celular. A plataforma vai auxiliar as Forças de Segurança do Estado na recuperação de aparelhos celulares roubados, furtados e perdidos. O evento contou com a presença do governador Elmano de Freitas, entre outras autoridades.

Siga o canal do CN7 no WhatsApp

“Temos celulares roubados ou furtados e esses aparelhos voltam para o mercado de forma ilegal. E a pessoa que comprou, muitas vezes, não sabe que esse celular é fruto de roubo ou furto. Nós temos a informação que esse celular está sendo usado, o novo número e o cadastro da pessoa que está usando. Isso nos permitirá, inclusive, investigar toda a cadeia de quadrilhas envolvidas com furto e roubo de celular”, detalhou Elmano.

Para criar o alerta, o cidadão poderá cadastrar seu celular na plataforma, informando seus dados pessoais, a marca, modelo, IMEI e nota fiscal (caso ainda tenha) do aparelho comprado ou utilizado, para que as autoridades policiais sejam notificadas. Tablets também poderão ser cadastrados.

O disparo das mensagens de texto vai notificar celulares que estão com restrição por roubo, furto ou perda para que a pessoa que se encontra com o aparelho se dirija à antiga Delegacia Geral, na Rua do Rosário, número 199, no Centro de Fortaleza, conforme a intimação que receber.

Quem teve o aparelho roubado, furtado ou pedido também será notificado, via Meu Celular, para fazer a retirada do dispositivo móvel no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

O sistema Meu Celular foi desenvolvido por meio da Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Cotic), vinculada à SSPDS, a partir de estudos realizados pela Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp).

Quem for roubado

Caso seja roubado, furtado ou tenha o aparelho extraviado, o usuário entra no endereço da plataforma e protocola a ocorrência, clicando em um alerta que sinaliza a restrição. O alerta fica pré-ativado, inicialmente, por 72 horas, simbolizado pela cor laranja. O usuário deve formalizar um Boletim de Ocorrência (BO) com o IMEI, permitindo que o alerta seja convertido para a cor vermelha e assim permaneça até que seja recuperado.

LINKS PATROCINADOS