Hidrogenio verde e o combustivel do futuro

Governador Elmano anuncia concurso para Seas com 1.080 vagas

Anúncio aconteceu em evento que contou com presença do ministro Silvio Almeida

(Foto: Estácio Júnior/Governo do Ceará)

18/11/2023 10:37

O governador Elmano de Freitas anunciou, a noite desta sexta-feira (17), a abertura concurso público para a Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo (Seas) com total de 1.080 cargos efetivos. O certame será realizado em 2024.

Participe do grupo do CN7 no WhatsApp

A comissão de organização do concurso está sendo formada, com posterior processo para seleção da empresa que será responsável pela realização. A previsão é de 964 vagas para socioeducador (nível médio) e 116 para analista socioeducativo (nível superior). “Nós sabemos que temos uma obrigação legal de realização do concurso. Mas temos a obrigação moral de garantir que (o trabalho no) sistema socioeducativo cearense seja por concurso, para garantir uma política permanente de Estado para melhor cuidar dos nossos jovens, dos nossos adolescentes que precisam da nossa ajuda”, disse Elmano.

O anúncio aconteceu em evento realizado na sede do Museu da Imagem e do Som (MIS), quando foram pactuadas ações de combate ao racismo e aquisição de equipamentos para o sistema socioeducativo, com a presença do ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida.

Na oportunidade, o ministro chancelou o termo de adesão do Ceará ao Programa Nacional de Enfrentamento e Combate ao Racismo no Sistema Socioeducativo, bem como anunciou parcerias em diversas vertentes. Uma delas é o projeto-piloto Sankofa, da secretaria estadual da Igualdade Racial, que pretende levar letramento racial ao sistema. O ministro também realizou a entrega de cinco veículos adquiridos no âmbito do PreVio, sendo três miniônibus e duas camionetes, com cerca de R$ 1,5 milhão de investimento.

Silvio Almeida aproveitou a ocasião para informar que, em 2024, o Ministério vai promover a formação nacional de defensores públicos de direitos humanos LGBTQIA+, bem como oficinas de autocuidado e autoproteção de lideranças indígenas LGBTQIA+ em várias partes do país, mas que a primeira turma a ser formada será no Ceará.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

Entre as ações a serem realizadas em parceria também consta a construção de uma nova sede para o Centro Socioeducativo Aldaci Barbosa (unidade feminina).

As informações são do portal do Governo do Ceará.

LINKS PATROCINADOS