Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

Governador do Pará defende floresta como prioridade nas discussões climáticas

Helder Barbalho e outros governadores dos estados da Amazônia participaram da COP 28

(Foto: Thalmus Gama/Ag. Pará)

04/12/23 13:30

O governador do Pará, Helder Barbalho, defendeu, durante a 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 28), em Dubai, a priorização da discussão sobre a floresta na agenda climática global. Evento ocorreu nesta segunda-feira (4). O chefe do Executivo paraense participou do painel “Transição econômica para a Amazônia: desenvolvimento socioeconômico de baixas emissões”, ao lado dos governadores do Amazonas, Wilson Lima; do Mato Grosso, Mauro Mendes; de Rondônia, Cel. Marcos Rocha; de Tocantins, Wanderlei Barbosa; e de Roraima, Antônio Denarium.

Participe do grupo do CN7 no WhatsApp

“A presença dos governadores aqui é uma demonstração do compromisso, do interesse, da disposição e da priorização por parte dos estados em fazer com que a Amazônia esteja aqui representada. Há uma percepção de que este processo começa a amadurecer para podermos realizar parcerias. O Estado do Pará mesmo, nesta jornada efetiva, celebra parcerias na rastreabilidade da pecuária. Já firmamos um acordo com o Fundo de Besos e com o Fundo JBS de R$123 milhões para iniciar o processo de da rastreabilidade da cadeia da pecuária no Pará”, disse.

Um ponto crítico abordado foi o mercado de carbono, no qual o governador expressou a posição firme dos estados da Amazônia Legal contra a exclusão dos sistemas jurisdicionais estaduais no Projeto de Lei em tramitação na Câmara dos Deputados sobre o tema. A ênfase foi no não comprometimento dos interesses estaduais em prol de lobby privado, enfatizando a necessidade de equilíbrio entre interesses públicos e privados na legislação.

Helder Barbalho conclamou à mobilização coletiva em prol da valorização da floresta em sua forma mais vital: como um ecossistema vivo. Sustentou a necessidade de mecanismos, políticas e ações que promovam a preservação da floresta e, ao mesmo tempo, atendam às necessidades das populações locais, propondo uma nova agenda para a Amazônia pautada na sociobioeconomia.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

O Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, composto por nove estados, busca promover o desenvolvimento sustentável da região de maneira integrada e colaborativa, sendo parte fundamental no direcionamento estratégico proposto pelo governador Helder Barbalho para a preservação e valorização da Amazônia.

Com informações da Agência Pará.

LINKS PATROCINADOS