sete dias sem medo da notícia
Gomes de Matos propõe subcomissão para debater política nacional do Nordeste
Raimundo Gomes de Matos
Por : Redação CN7
08/06/17 11:23

A pedido do deputado Raimundo Gomes de Matos (CE), a Comissão de Agricultura promoveu nessa terça-feira (6) audiência pública sobre a renegociação das dívidas dos produtores rurais atingidos pela estiagem no Nordeste.

Segundo o tucano, a solução passa pela criação de uma política que valorize os potenciais da região. Para isso, o parlamentar vai propor a criação de subcomissão permanente vinculada à Comissão de Agricultura para formatar uma Política Nacional do Nordeste.

“Assim, convidaremos os representantes de vários eixos da sustentabilidade do Nordeste, pois na região existe um potencial muito grande, não somente na parte produtiva do agronegócio, mas também no turismo e na parte cultural. Observo que vários potenciais estão sendo subutilizados pela falta de política nacional”, revela. A subcomissão poderia receber representantes dos ministérios do Planejamento, da Fazenda, da Indústria e Comércio, além do DNOCS e da Codevasf.

Contra a seca

De acordo com ele, a nova política trataria do endividamento, assunto abordado na reunião, mas envolveria ainda o fortalecimento de todo o semiárido em vários eixos. O tucano destacou, ainda, a falta de interação de políticas entre os principais setores do governo relacionados à geração de créditos e gestão das dívidas dos produtores rurais.

“Vamos estudar uma proposta estável, pois sabemos que principalmente no Nordeste, e no semiárido, sempre vamos conviver com as adversidades climáticas e a seca. Precisamos estimular a agricultura, a fixação do homem no campo e de instrumentos legais para agências de financiamento terem seu amparo para fazer os procedimentos em relação ao crédito rural”, afirma.

Também presente, o deputado Guilherme Coelho (PE) disse que o agricultor deseja quitar sua dívida, mas não tem condições. “A seca é maldosa. O cidadão que mora no interior do semiárido acorda todos os dias pensando em como vai dar água a seus animais”, afirmou. Segundo o tucano, o governo não pode abandonar esses produtores e deve auxiliá-los para que continuem gerando emprego e renda.

Participaram do evento, entre outros, representantes de bancos estatais e da Federação da Agricultura e Pecuária do Ceará.

Com informações do Diário Tucano

LINKS PATROCINADOS