Sete dias por semana sem medo da notícia!
Goleiro Bruno, após decisão da Justiça de Varginha, consegue progressão ao semiaberto
Ele está preso por sequestrar e assassinar Eliza Samudio, em 2010
Ex-goleiro Bruno Fernandes. Foto: Reprodução / Jovem Pan

O ex-goleiro Bruno Fernandes, que teve grande passagem no Flamengo, obteve, ontem (18), á progressão ao regime semiaberto. O juiz Tarciso Moreira de Souza, da 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais da comarca da cidade, foi o responsável pela tomada de decisão.

O magistrado analisou o acórdão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o qual exclui a falta grave que havia sido imputada a Bruno após o terem flagrado na companhia de mulheres e também utilizando aparelho celular nos momentos em que deveria estar praticando trabalho externo.

Com a exclusão da falta grave, o juiz considerou que Bruno “satisfaz as exigências subjetivas e objetivas para concessão da progressão de regime para o semiaberto”, e que seu tempo relacionado a pena imposta em regime fechado já foi cumprido.

Além disso, foi consdeirado que o ex-goleiro já está apto à reinserção à vida social, “o que foi observado pelo atestado de conduta carcerária”. Ele deve passar agora por uma audiência de instrução para que as condições sejam fixadas.

Bruno Fernandes está preso desde 2010, por sequestrar e assassinar Eliza Samudio, uma modelo que se envolveu com o então arqueiro. No ano de 2013, o ex-goleiro foi condenado a 22 anos e três meses de prisão.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também