sete dias sem medo da notícia
Fundação Leandro Bezerra de Menezes contesta desaprovação de contas pelo MPCE
Fundação Leandro Bezerra de Menezes
Por : Redação CN7
21/09/20 15:44

A Fundação Leandro Bezerra de Menezes contesta o relatório do Ministério Público do Ceará (MPCE) que reprova as contas da entidade – entre os anos de 2014 e 2017 – e pede a extinção da fundação. Em nota, a fundação qualificou as decisões e afirmações da matéria divulgada no site do MPCE, nessa segunda–feira (21), como “ilações”.

Sobre as contas, a entidade argumenta que foram emitidos pareceres favoráveis pelo Núcleo de Apoio Técnico (NATEC), órgão que auxilia o Ministério Público em questões relativas à análise de contas. Além de irregularidades na prestação de contas, o MPCE apontou desvio de finalidade, superfaturamento e outros.

A Fundação Leandro Bezerra, garante que todas as contratações de empresas parceiras obedecem a orientações e levantamentos de
valores de mercado e que não existe qualquer impedimento
nas contratações efetivadas.

“Todas as devidas prestações de contas aos municípios que
possuem suas Unidades de Pronto Atendimento – UPAS
e os hospitais foram prestadas mês a mês, e já auditadas”,
versa a nota.

Confira documentos

Segundo o MPCE, as atas de eleição e reuniões da FLBM apontam que, nos últimos anos, a Mesa Diretora e os Conselhos Fiscal, Consultivo e Administrativo passaram a ser compostos pelos próprios empregados da FLBM, sem conhecimento técnico em gestão nem contabilidade e sem desempenhar atividade filantrópica, caracterizando grave desvio de suas finalidades públicas e sociais, notadamente quando passou a atender interesses preponderantemente particulares e empresariais, com desvios de recursos públicos por meio de serviços simulados e aquisição de bens superfaturados, utilizando-se, para tanto, dos benefícios e isenções tributárias de que goza junto ao poder público.

Leia nota de esclarecimento da Fundação na íntegra

LEIA TAMBÉM