sete dias sem medo da notícia
Vacinação
Fortaleza promove Dia “D” de vacinação contra raiva para cães e gatos no próximo sábado
Serão 227 pontos de vacinação, incluindo as Unidades de Vigilância de Zoonoses
Por : Redação CN7
04/11/21 17:54

A Prefeitura de Fortaleza realiza no próximo sábado (6) o “Dia D” da campanha de vacinação contra raiva animal. Serão 227 pontos de vacinação, incluindo as Unidades de Vigilância de Zoonoses (UVZ), com atendimento das 8h às 16h, para cães e gatos a partir de três meses de idade.

O Ministério da Saúde preconiza que 80% dos cães sejam vacinados, anualmente, na cidade. Fortaleza alcançou esta meta nos últimos dois anos. Os 20% restantes equivalem ao número de animais abaixo da idade mínima ou que já foram imunizados em clínicas veterinárias particulares. Não há metas preconizadas para gatos pelo MS. Em números absolutos, a meta é vacinar cerca de 440 mil animais, entre cães e gatos, este ano.

Para realizar a imunização dos seus animais de estimação, os tutores devem levar a carteira de vacinação do animal. Quem não possui o documento recebe a carteirinha no ato da vacinação, com o registro da aplicação.

Durante a vacinação, os protetores devem adotar algumas medidas de segurança: o cão deve estar devidamente com guia e coleira e, em caso de cão bravo, deve-se adotar a focinheira. Gatos precisam ser conduzidos em caixas específicas, para evitar fugas.

De acordo com o gerente da Célula de Vigilância Ambiental, Atualpa Soares, os principais sintomas dos animais infectados são agressividade, salivação em excesso, tremores musculares, paralisia dos membros traseiros, dentre outros.

O último caso de raiva humana na Capital ocorreu em 2003. Ao longo de todo ano, a Célula de Vigilância Ambiental e Riscos Biológicos monitora e acompanha a circulação viral com medidas de vigilância, que têm se mostrado eficazes. “De todas as medidas de monitoramento da raiva, a mais importante e eficaz é a vacinação, portanto, a campanha visa reforçar e garantir a saúde e proteção dos animais e suas famílias”, garante Atualpa. Ele ainda ressalta que a Capital, diferente de alguns municípios, disponibiliza a vacinação durante todo o ano.

A doença

A raiva é uma doença infecciosa aguda viral grave que pode ser transmitida aos humanos por mordidas, arranhões e saliva de animais infectados em contato com a pele lesionada, ou mucosas. A doença atinge o sistema nervoso central e pode levar à morte, tanto dos humanos, quanto dos animais. A vacina é a única forma de evitar a doença.

A Secretária de Saúde, Ana Estela Leite ressalta a importância da vacina para a proteção animal e humana. “Não há medicações para combater a raiva humana e animal e sim a prevenção, por meio da vacina. Com isso, contamos com a presença de todos os pets, acima de 03 meses de idade, neste dia D”, enfatiza a titular.

LINKS PATROCINADOS