sete dias sem medo da notícia
Fortaleza comemora três anos do acesso na Série C
Comandado por Antônio Carlos Zago, Fortaleza deixou a Série C em 2017.
Elenco do Fortaleza, em 2017. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Por : Victor Nogueira
23/09/20 15:22

A data de 23 de setembro está para sempre marcada nos corações tricolores. Foi exatamente neste dia que, em 2017, o Fortaleza deixava para trás a agonia de jogar a Série C do Campeonato Brasileiro. Após vencer o Tupi-MG por 2 a 0 na primeira partida do mata-mata, na Arena Castelão, o Leão foi derrotado por 1 a 0 no jogo da volta, em Minas Gerais, mas mesmo assim conseguiu o acesso após oito anos na terceira divisão nacional.

Eliminado nas semifinais do Campeonato Cearense para o Ferroviário, o Fortaleza estreou naquela Série C sob muita desconfiança. Algo que ficou mais latente após a derrota, fora de casa, para o Remo-PA, pelo placar de 1 a 0. E foi “aos trancos e barrancos” que o Leão conseguiu a classificação para a próxima fase da competição. No grupo A, o time à época comandado por Antônio Carlos Zago, terminou na terceira posição com 27 pontos, apenas três a mais que o 5º colocado, Salgueiro.

Nas quartas de final, o Tupi-MG, segundo colocado do grupo A, foi o adversário. Diferente dos anos anteriores, o primeiro jogo foi disputado na Arena Castelão. A partida foi de total domínio tricolor na etapa inicial, mas a bola teimou em não entrar. Parecia até uma repetição das decisões anteriores, quando o Fortaleza foi eliminado. Mas não era. O meia Leandro Lima, tratou de espantar o passado aos 2 minutos do segundo tempo e fez 1 a 0. O gol deu alívio aos mais de 40 mil torcedores presentes no estádio, que fizeram a festa. Antes do apito final, Bruno Melo, de pênalti, ampliou a vantagem.

O jogo da volta foi de mais emoção para a torcida. Recuado, o Fortaleza suportou a pressão do Tupi-MG até os 36 minutos, quando o zagueiro do time mineiro, Fernando, abriu o placar. Precisando de apenas 1 gol para levar a decisão para os pênaltis, o Galo Carijó pressionou até os últimos minutos. Mas encontrou o goleiro Marcelo Boeck em um dia inspirado, que salvou o tricolor de levar o segundo gol. Apito final e fim da espera.

Veja os bastidores da conquista do acesso:

Naquele mesmo ano, o Fortaleza ainda chegaria à final da competição. Contudo, acabou perdendo para o CSA-AL na final.

Nos anos seguintes, o Fortaleza retomou o caminho do sucesso e conquistou, logo no primeiro ano de disputa, a Série B do Campeonato Brasileiro e, consequentemente, o acesso à Série A. No ano passado, o tricolor se classificou para a Sul-Americana, algo inédito em toda sua história. E, por pouco, não eliminou o maior campeão da Libertadores, Independiente-ARG, da competição.

LEIA TAMBÉM