sete dias sem medo da notícia
Eunício lamenta morte do jornalista político Jorge Bastos Moreno
Eunício Oliveira
Por : Redação CN7
14/06/17 10:32

O jornalista Jorge Bastos Moreno, colunista do jornal “O Globo”, morreu no início da madrugada desta quarta-feira (14), no Rio de Janeiro, aos 63 anos.

Moreno morreu à 1h, de edema agudo de pulmão decorrente de complicações cardiovasculares, conforme informou “O Globo”. O corpo do jornalista será velado no cemitério São João Batista, em Botafogo, Zona Sul do Rio, a partir das 12h30.

Confira a mensagem na íntegra

PRESIDENTE EUNÍCIO OLIVEIRA (PMDB/CE)

MENSAGEM PÓSTUMA – JORGE BASTOS MORENO

É preciso, antes de iniciar esta ordem do dia, fazer uma singela homenagem e um grande reconhecimento ao jornalista Jorge Bastos Moreno, cuja morte abalou muitos dos seus colegas, amigos, admiradores e, principalmente, os seus leitores e ouvintes.

Moreno desenvolveu um estilo próprio de relacionamento com as fontes de informação e com os colegas das diversas redações pelas quais passou.

Sua aguda independência, muitas vezes picante, tornou suas reportagens leitura obrigatória. Tanto pelas informações quanto pelas lições de conduta política que continham e estimulavam.

Em sua vivência pessoal e profissional ao lado de Ulysses Guimarães, de quem foi amigo, assessor e biógrafo, moreno desempenhou um papel especial. Naquele momento, ele foi uma espécie de crítico e conselheiro para nós do PMDB.

O jornalismo brasileiro, particularmente as organizações globo, hoje fica mais pobre, mais triste e menos doce sem o olhar de Jorge Bastos Moreno, um importante brasileiro que nos deixou uma obra inestimável.

LINKS PATROCINADOS