Eunício diz que fundo eleitoral só será votado com mudanças relevantes nas campanhas

16/08/17 9:03

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), deixou bem claro que a criação do fundo eleitoral só será pautada caso venha acompanhada de mudanças no sistema eleitoral, como voto distrital misto (se possível já para 2018 ou 2020), fim das coligações proporcionais e cláusulas de barreira.

“O fundo pelo fundo, eu não tenho condições de pautar. Se o fundo for inevitável, tem que vir dentro de uma cesta. A contrapartida é o voto distrital misto para 2018 se possível, o fim das coligações proporcionais, e a cláusula de barreira. E os recursos para esse fundo não podem sair da saúde e educação, tudo que não seja dinheiro novo. Pode tirar um pouco dos recursos das fundações partidárias, que ficam com 20% para os partidos, do fundo partidário para as campanhas majoritárias. Se o fundo não passar? Não sei o que acontece”, afirmou Eunício.

Sintonia

O presidente interino do PSDB, o senador cearense Tasso Jereissati, também cobrou mudanças profundas no sistema eleitoral para que o partido apoie a criação do fundão.

LINKS PATROCINADOS