sete dias sem medo da notícia
Eunício assina ordem de serviço para construção da Barragem Lago de Fronteiras
Eunício Oliveira
Por : Redação CN7
21/09/17 13:53

O presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira, e o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, assinam, nesta sexta-feira (22), ordem de serviço para construção da Barragem Lago de Fronteiras, em Crateús. A cerimônia acontece às 10h, no IFCE de Crateús. O evento é capitaneada pelo Departamento Nacional de Orbas contra as Secas (Dnocs), por meio do Ministério da Integração Nacional.

Idealizado há quase três décadas, como meio para garantir segurança hídrica à região do sertão de Crateús, o Lago de Fronteiras avançou para se tornar realidade em julho passado, quando Eunício assumiu interinamente a Presidência da República. Além de decretar a desapropriação das terras que receberão as águas, ele determinou prioridade ao Dnocs para a realização da obra, além de garantir os recursos no orçamento da União.

Segundo o Ministério da Integração Nacional, serão empregados ao todo cerca de R$ 294,4 milhões em recursos federais para a construção do Lago de Fronteiras, que terá a capacidade para acumular 488 milhões de m³ de água. O volume será utilizado para abastecimento humano da sede do município de Crateús e comunidades adjacentes da região, irrigação de terras, aquicultura, lazer e controle de cheias do Rio Poty. A expectativa é de que aproximadamente 200 mil pessoas sejam diretamente beneficiadas.

Olho no Ceará

“Foi preciso que assumisse a Presidência da República um cearense sofrido, nascido em uma pequena cidade do interior e que compreende as dificuldades da luta do povo nordestino, para que esse sonho de 28 anos venha a se concretizar. É assim que procuro honrar as oportunidades que Deus e o povo do Ceará me deram, de representar meu estado no Senado e de presidir o Poder Legislativo, que é um dos pilares da nossa democracia”, declarou Eunício.

Além das desapropriações, nesta etapa serão realizados serviços de terraplanagem, limpeza da área e construção das fundações da barragem. Após concluído, o Lago de Fronteiras servirá de base para atender a aproximadamente 5 mil hectares de produção agrícola dos perímetros irrigados Platô Poty I e II, Realejo, Graça, Ampliação e Novo Oriente.

LINKS PATROCINADOS