Ednaldo Rodrigues é destituído da presidência da CBF

Presidente do STJD, José Perdiz, foi nomeado como interventor

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

07/12/23 17:05

Ednaldo Rodrigues foi destituído da presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), José Perdiz, foi nomeado como interventor pelo prazo de 30 dias. A decisão cabe recurso.

Participe do grupo do CN7 no WhatsApp

A Corte entendeu que o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado entre CBF e MP-RJ, em março de 2022, que resultou na eleição de Ednaldo Rodrigues para presidente da entidade por um mandato de quatro anos, foi ilegal.

Na mesma decisão, também foram afastados os oito vices-presidentes da CBF: Antônio Aquino Lopes, Fernando Sarney, Francisco Noveletto, Hélio Cury, Marcus Vicente, Reinaldo Carneiro Bastos, Roberto Góes e Rubens Lopes.

O placar terminou com três votos favoráveis pela destituição e nenhum contrário. Votaram pela destituição de Ednaldo Rodrigues e dos oito vices-presidentes da CBF, o relator Gabriel Zéfiro e os desembargadores Mauro Martins e Mafalda Luchese.

“Quero deixar claro que isso não é uma interferência externa na CBF. Estamos nomeando alguém da justiça desportiva e não alguém externo. Portanto, não pode ser considerado interferência externa”, avaliou o desembargador Mauro Martins.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

LINKS PATROCINADOS