Sete dias por semana sem medo da notícia!
Duas jovens são assassinadas em Caucaia e o Ceará totaliza 100 mulheres mortas em 2019
A violência contra mulheres no estado avança em feminicídios e execuções do tráfico
A violência armada no Ceará também atinge diretamente as mulheres

No intervalo de apenas 12 horas, duas jovens foram assassinadas no Município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Com os dois crimes de morte, o Ceará alcançou nesta terça-feira (25), a marca de 100 mulheres vítimas de homicídios, latrocínios e feminicídios em 2019.  A maioria dos crimes de morte está relacionada a ciúmes (crimes passionais) e o envolvimento das vítimas com drogas e grupos de delinqüentes (facções).

Era por volta de 2h da madrugada de ontem, quando um grupo armado formado por quatro pessoas – três homens e uma mulher – invadiu uma casa na localidade de Toco, em Caucaia, e matou com vários tiros  a adolescente Maria Juliane Saraiva de Freitas, 16 anos.

A jovem estava dormindo quando a casa foi atacada pelo grupo que seria  formado por membros de uma facção criminosa. Juliane não teve nenhuma chance de defesa, sendo executado com  tiros de pistolas disparados a queima-roupa.

Outra

Já no começo da tarde, por volta de 14 horas, o segundo assassinado mobilizou patrulhas do 12º BPM para a comunidade de Capuã, onde em uma estrada de terra foi deixado por criminosos o corpo de uma garota, aparentemente, em torno de 18 anos de idade.

A vítima estava com pés e mãos amarrados e apresentava várias marcas de tiros na cabeça, no tórax e nas costas, o que caracterizou uma execução sumária.  A Polícia suspeita que a garota tenha sido seqüestrada noutro local e levada até a estrada onde aconteceu o assassinato.

Ninguém no local reconheceu a jovem morta, e ela não portava documentos.  Equipes de inspetores da Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, além da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) estiveram no local juntos com patrulhas do 12º BPM, iniciando as investigações.

Uma centena

Com 100 mulheres assassinadas em menos de seis meses completos, o Ceará volta ao cenário da violência brasileira como um dos recordistas no número de mortes do gênero. No ano passado, foram 479 mulheres mortas no estado.

Dos 100 assassinatos de mulheres no Ceará neste ano, a maioria ocorreu na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Foram 33 casos. Na Capital, 21, no Interior Norte 25 e no interior Sul, 21.

O mês com o maior número de mortes de mulheres foi abril, com 28 casos, seguido de maio com 18. O com menor índice foi março, com 11.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também