sete dias sem medo da notícia
Domingos Neto acusa Camilo de se juntar a PB para judicializar transposição
Por : Redação CN7
26/04/17 19:27

O deputado federal Domingos Neto (PSD) acusou o governador Camilo Santana (PT) de se unir a empresas que são fraternalmente ligadas” para judicializar o processo de escolha da construtora responsável pela conclusão do eixo norte da transposição do rio São Francisco.

Após o consórcio Passarelli-PB Construções e a Marquise serem desqualificados do processo seletivo, o ministro da Integração, Helder barbalho, declarou o consórcio Emsa-Siton vencedor do processo e, para dar celeridade à obra, assinou o contrato no último dia 20.

No entanto, na noite da terça-feira (25), o desembargador Souza Prudente, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, suspendeu, através de liminar, a licitação da transposição do São Francisco, sob pedido do consórcio Passarelli-PB Construções, empresa apadrinhada pelo ex-governador Cid Gomes.

Pressão de Camilo

O ministro, após a acusação de Domingos Neto, ressaltou que por vezes o governador Camilo Santana tentou persuadi-lo a escolher a empresa que assumiria a obra através de “leilão reverso”, sem licitação. À época, proposta chegou a irritar o Palácio do Planalto.

Confira:

LINKS PATROCINADOS