Sete dias por semana sem medo da notícia!
Dois motoristas de aplicativo são assassinados no fim de semana na Grande Fortaleza
Um deles foi baleado na Aldeota, zona nobre da Capital. O segundo caso, em Caucaia
Na Aldeota, o motorista baleado perdeu o controle da direção e o carro bateu numa mureta metálica
Ouça a matéria

Dois motoristas de aplicativos foram assassinados no fim de semana na Grande Fortaleza. A Polícia já está investigando os dois casos, mas até o momento nenhum suspeito foi preso ou identificado.  O primeiro assassinato aconteceu na noite do último sábado no bairro Aldeora, na zona nobre da Capital. Em menos de 24 horas, o segundo motorista foi morto em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

O primeiro caso ocorreu na noite do último sábado (21), quando bandidos atacaram um carro de corridas por aplicativo que estava parado na esquina das ruas Maria Tomásia e Vicente Leite, no bairro Aldeota.  O motorista, identificado como Joaquim Lopes de Paula Júnior, 31 anos, aguardava um cliente que sairia de um shopping center no local.

Criminosos abordaram o motorista e este se assustou e deu partida no veículo, mas acabou atingido por um tiro na cabeça. Desgovernado, o carro bateu numa mureta metálica e os assaltantes fugiram em outro veículo com comparsas que o aguardavam na Rua Vicente Leite.

Equipes do Samu foram chamadas ao local e fizeram o primeiro atendimento no local. O motorista sofreu parada cardíaca, foi reanimado e levado para o IJF-Centro, onde faleceu.

Segundo caso

Já na noite deste domingo (22), outro condutor de veículo de corridas por aplicativo foi baleado e morto. O crime aconteceu na Rua São Francisco, no bairro Itambé 2, na cidade de Caucaia. De acordo com informações preliminares colhidas pela Polícia no local, a vítima foi atacada por dois bandidos que estavam em uma motocicleta  e executada com tiros na cabeça ainda na direção do automóvel.

O motorista morto foi identificado como Marcelo Silva Monte, que morava na mesma rua onde aconteceu o crime. Não se sabe, ainda, se ele estava saindo ou chegando em casa quando foi surpreendido e Atacadão pelos assassinos. A princípio, a Polícia descartou a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte)

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também