sete dias sem medo da notícia
Dia dos Pais pós-isolamento social rígido anima pequenos empreendedores
Por: admin
05/08/20 15:12

Datas comemorativas sempre despertam perspectivas positivas para o segmento do comércio. Neste ano, para o Dia dos Pais, as expectativas em Fortaleza ficam ainda maiores, pois é a primeira data comemorativa em que a lojas estão abertas depois de um longo período em isolamento social rígido. “Em Fortaleza, o funcionamento do comércio e dos shopping centers está voltando, aos poucos, ao normal. A nível nacional, de acordo com Pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, a movimentação no Dia dos Pais deve ser de R$ 18 bilhões. Esse é o momento em que muitos micro e pequenos empreendedores usarão para tomar o primeiro fôlego desde o início da crise gerada pela pandemia de covid-19”, analisa Marcos Sá, contador e consultor em finanças.

Para Fabrício Pereira, pequeno empreendedor, a data pode trazer um alento para esse momento de retomada. Para o Dia dos Pais, preparou alguns kits jardinagem e vem ofertando produtos específicos nas redes sociais. “Os artigos de jardinagem sempre são um atrativo para homens, para os pais. Também acreditamos no crescimento das vendas nessa data, pois, confinadas em casa, as pessoas parecem ter sentido falta de estarem próximas à natureza e, por isso, resolveram levar o verde para dentro de casa, passando a cultivar mais plantas e dedicar mais tempo aos cuidados com elas. Ofertamos vasos e demais artigos como substratos, adubos, pás, regadores e itens para poda, estamos na expectativa de um aumento nas vendas de até 30% esta semana”, afirma o jardinista e proprietário da Bonjardim Ambiental, empresa especializada em implantação de áreas verdes.

Apesar do impacto negativo na renda da população neste período pós-isolamento social, a pesquisa da CNDL, em parceria com a Offer Wise, aponta que 58% dos brasileiros pretendem presentear no Dia dos Pais – o que representa que mais de 92 milhões de pessoas devem ir às compras. A previsão é que, do total, 39% dos consumidores realizem compras pela internet, 24% nos shopping centers e 16% em lojas de departamento. A procura por espaços além dos físicos se deve por conta da insegurança que as pessoas ainda têm em enfrentar aglomerações e se submeterem a riscos que impliquem no contato com o novo coronavírus.

Expectativa de vendas

Com o ingresso de Fortaleza na terceira semana da fase 4 de retomada econômica, a indústria e o comércio reiniciaram o funcionamento pleno das atividades. Nos shopping centers, que, conforme o novo decreto estadual, podem voltar a funcionar até às 22 horas, a expectativa é que a vendas aumentem 9% e, a circulação, até 20%. Tais fatos apontam a necessidade do preparo, por parte dos microempreendedores, para receber os clientes, que estão mais cautelosos nesta nova realidade.

Ainda sobre o mundo virtual, a expectativa do e-commerce para o Dia dos Pais é bastante positiva. A Associação Brasileira do Comércio Eletrônico (ABComm) estima alta das vendas com o número de pedidos chegando a 8,43 milhões, com tíquete médio de R$ 373,00 e geração de R$ 3,15 bilhões em faturamento. O valor representa alta de 23% sobre o ano passado. Setores de informática, celulares, eletrônicos, artigos esportivos, moda e acessórios são destaque. A Synapcom, especialista na oferta de soluções full commerce, apresentou projeção mais elevada para o período: incremento de 95%, tendo destaque as áreas de consumo, home e tecnologia e moda.

De acordo com Marcos Sá, os micro e pequenos e empreendedores devem usar as vendas do período como base para as próximas datas, como Dia das Crianças e Natal. A ideia é que os dados ajudem a antever os investimentos necessários e os possíveis lucros que virão. “Organização e planejamento são peças fundamentais para enfrentar essa crise”, finaliza o consultor financeiro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
LEIA TAMBÉM