sete dias sem medo da notícia
Mau exemplo
Delegado Cavalcante espalha fake news e acaba desmascarado pelo Estadão
Intuito do deputado estadual era tentar livrar a pele do presidente Jair Bolsonaro
Delegado Cavalcante
Por : Redação CN7
26/03/21 16:21

O deputado estadual Delegado Cavalcante (PSL) usou as redes sociais para disseminar uma fake news. Segundo ele, o novo complexo tecnológico da Fiocruz na cidade no Eusébio seria capaz de “quadruplicar” a produção de vacinas contra a covid-19 a partir da metade do ano.

A peça de desinformação analisada pelo Estadão Verifica mostra o político
em frente aos portões fechados da sede da Fiocruz/Ceará, localizada em Eusébio. Segundo matéria do jornal, em uma sequência de frases confusas, Cavalcante primeiro aponta para o prédio e fala em “fabricação de vacina contra a covid-19”.

Depois, ele alega que a unidade seria responsável por fabricar insumos, que seriam então enviados ao Rio de Janeiro para acelerar o ritmo de trabalho. “A partir do meio do ano, mais ou menos, quando o complexo ficar pronto, vai quadruplicar a produção. Nós vamos ter na faixa de 4 milhões de vacinas por dia.

Diferentemente do que sugere o deputado, o Complexo Tecnológico em
Insumos Estratégicos (CTIE) a que ele se refere nem começou a ser
construído ainda, e não há previsão para que entre em funcionamento.

Além disso, a Fiocruz afirmou ao Estadão que não pretende utilizar essa
estrutura para a produção do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) das
vacinas contra a covid-19 — pelo menos, não a curto e médio prazo. “O IFA
da vacina contra a covid-19 será produzido no Rio de Janeiro, na planta
industrial de Bio-Manguinhos, que se encontra em adaptação para esta
finalidade”, destaca a instituição.

Em tempo

Ou seja, Cavalcante fez fake news para tentar livrar a pele de Jair Bolsonaro, presidente que tem gestão tida como desastrosa no combate ao coronavírus no pais;

LINKS PATROCINADOS