Sete dias por semana sem medo da notícia!
Delegada baleada com dois filhos pelo companheiro segue em estado grave no IJF
Após atirar contra uma enteada, o filho e a esposa delegada, o homem suicidou-se
Pastor Edson atirou contra a companheira, delegada Fabiane Mota, durante uma briga em família no apartamento do casal, no bairro Curió
Ouça a matéria

A delegada de Polícia Civil do Ceará, Fabiane Rocha Mota, continua internada em estado considerado grave no Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro), após sofrer uma tentativa de assassinato juntamente com os três filhos, na manhã de domingo (29).  Fabiane foi atingida com três tiros, enquanto a filha mais nova, também baleada, corre risco de ficar paraplégica. Já o filho mais novo, um garoto de 9 anos, sofreu um tiro no braço, que causou fratura, mas já foi liberado em alta médica.

O autor dos crimes foi o companheiro da delegada, o pastor evangélico Francisco Edson Lopes da Silva, que, após tentar matar toda a família, praticou o suicídio. Ele ainda chegou ser levado para o  IJF- Centro com a delegada e os dois filhos feridos, mas não resistiu e morreu no trajeto da ambulância do Samu  para o hospital. O crime aconteceu na residência família, no Condomínio  Residencial Filadélfia, localizado na Rua Francisco Leandro, bairro Curió (Grande Messejana).

De acordo com levantamentos feitos pela Polícia Militar, os crimes ocorreram após o pastor ter um desentendimento com uma de suas duas enteadas, a mais velha, que insistia em sair de casa no carro da família e Edson não permitiu, gerando uma discussão. Em meio às agressões verbais, ele foi até o quarto do casal e apanhou uma arma de fogo. Tentou atirar na enteada com quem discutia, mas o filho casal tentou defender a irmã e foi baleado no braço. A garota fugiu pela janela.

Logo em seguida, o pastor atirou na delegada e na segunda enteada, para, depois, disparar contra a cabeça, praticando o suicídio. 

Hospital

Policiais do Comando Raio foram os primeiros a chegar ao local da ocorrência e acionaram o Samu para o primeiro atendimento às vítimas e remoção para o hospital.

A delegada Fabiane está lotada, atualmente, na Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), mas também tira plantões na Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA). Por vários meses ela esteve à frente da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da cidade de Sobral, na zona Norte do estado.

O caso está sendo acompanhado pela cúpula da Polícia Civil e pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também