X
Sete dias por semana sem medo da notícia!
Delação de Palocci irrita Petistas com Moro. CNJ atende PT e põe segredo de Justiça
"irresponsável" Moro quis ao liberar a delação premiada, prejudicar o PT nas eleições
Sergio Moro

Revoltados com o Juiz Sérgio Moro, deputados do PT apresentada representação ao CNJ e o juiz da lava jato tem até 15 dias para apresentar explicações sobre a divulgação da delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci.

A decisão tomada nesta quinta-feira (4/10) pelo ministro Humberto Martins, corregedor no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), além de pedir explicações, ao Moro, determinou que os autos tramitem em segredo de Justiça.

Os deputados Petistas Paulo Pimenta (RS), Wadih Damous (RJ) e Paulo Teixeira (SP), alegam suspeição do juiz da Lava-Jato devido à quebra de sigilo dos depoimentos de Palocci.

Para trio, a decisão de Moro além de “irresponsável” visa prejudicar o PT nas eleições, pois a medida “escancara a tentativa de tumultuar o processo eleitoral, por quem tem (ou devia ter) o dever constitucional de preservá-lo”.

 

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também