Sete dias por semana sem medo da notícia!
Dataprev vai fechar filiais em 20 Estados e Ceará fica de fora da lista
Ouça a matéria

A Dataprev, empresa de tecnologia e informações da Previdência, vinculada ao Ministério da Economia, começou nesta quinta-feira (8) o Programa de Adequação de Quadros (PAQ).

O plano de demissão incentivado vai atingir 493 empregados da estatal que trabalham nas 20 filiais que serão fechamas em fevereiro.

As filiais afetadas serão: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins – todas geram receitas de menos de R$ 2,5 milhões ao ano, para gastos anuais de R$ 93 milhões.

Segundo a presidente da empresa, Christiane Edington, a decisão já foi aprovada pela Sest (Secretaria de Coordenação e Governança das Estatais, do Ministério da Economia), e faz parte do plano de aumentar a eficiência da empresa. A Dataprev foi incluída no programa de privatização do governo Bolsonaro.

Ainda segundo a executiva, aqueles que trabalham nas atividades-fim da Dataprev podem pedir transferência para qualquer um dos sete estados onde a empresa manterá suas atividades Brasília (a sede), Ceará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo. Nesse caso, estão incluídos apenas 20% do quadro afetado, de analistas.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também