sete dias sem medo da notícia
Entenda
Danilo Forte defende pagamento de precatórios para professores
Deputado federal explica posicionamento contra PEC 23
Danilo Forte
Por : Redação CN7
29/10/21 8:52

O deputado federal Danilo Forte (PSDB-CE) usou as redes sociais para se posicionar contra a PEC 23, que trata do pagamento de precatórios. O texto limita o valor de despesas anuais com dívidas do governo com sentença judicial definitiva, os precatórios; altera o reajuste das dívidas e muda a forma de calcular o teto de gastos.

“Precisamos encontrar soluções para resolver a situação de fome e desamparo da população do nosso país, mas jamais deixaremos de reconhecer o valor dos professores, que são o esteio da construção de uma sociedade, e de nenhuma outra classe profissional”, disse Forte.

Em tempo

De acordo com o texto substitutivo aprovado na Comissão Especial, além do parcelamento dos precatórios de grande valor, haverá um limite para o pagamento. O texto diz também que o parcelamento dos precatórios de grande valor ocorrerá até 2029. Já para os de menor valor, até 60 salários mínimos, hoje R$ 66 mil, o pagamento será à vista.

O limite das despesas com precatórios valerá até o fim do regime de teto de gastos (2036) e para o próximo ano será o valor pago em 2016 (R$ 19,6 bilhões) aplicado o IPCA acumulado do período. A estimativa é que o teto seja de quase R$ 40 bilhões em 2022.

A proposta tem gerado polêmica. O governo defende a aprovação da PEC com o argumento de que a medida vai abrir espaço fiscal para viabilizar o pagamento do Auxílio Brasil.

A oposição diz que caso a PEC seja aprovada haverá um calote do governo junto aos credores. Os deputados apontam ainda que a proposta vai prejudicar os recursos da educação ao alterar o pagamento de dívidas do Fundef.

Veja vídeo

LINKS PATROCINADOS