sete dias sem medo da notícia
Mudança
Com demissão de Romildo Rolim, BNB abre licitação para tirar INEC
Movimentos reforçam a ideia de que Rolim "embarreirava" o certame licitatório
Romildo Rolim
Por : Redação CN7
03/10/21 11:19

O jornal o Estado de S. Paulo traz hoje (3) o que leitor do CN7 já sabe há, pelo menos duas semanas. “Imediatamente após o anúncio da demissão de Romildo Rolim de sua presidência, o Banco do Nordeste (BNB) aprovou a abertura de licitação para a nova operação do Crediamigo, principal carteira de microcrédito da instituição financeira, controlada pelo governo federal. Os movimentos reforçam a ideia de que Rolim ‘embarreirava’ o certame licitatório, o que acabava favorecendo a ONG Inec, responsável pelo Crediamigo desde os governos petistas. Jair Bolsonaro está convencido de que o poderoso programa continuava favorecendo Lula na região”, diz a publicação.

E informa mais: “Como se sabe, Bolsonaro enfrenta dificuldades eleitorais no Nordeste. Por isso, o presidente ligou diretamente para Valdemar Costa Neto, comandante do PL, cobrando explicações sobre o contrato com a ONG, no valor de quase R$ 1 bi por ano.…a mensagem. Costa Neto, responsável pela indicação de Rolim, cobrou publicamente a demissão de toda a diretoria do BNB”.

Em tempo

Como o CN7 também já informou, o novo presidente do banco, Anderson Possa, não perdeu tempo. Na sexta-feira, 1º, determinou a abertura da licitação.

Em tempo II

O Instituto Nordeste Cidadania (Inec), ligado ao PT, opera desde 2003 (início do governo Lula) o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado na região Nordeste, MG, ES e DF. Crediamigo e Agroamigo entram nesse programa, um dos maiores da América do Sul.

LINKS PATROCINADOS