sete dias sem medo da notícia
Donizete Arruda
  • João Paulo declara guerra a Márcio Jóias
    20/04/21 6:45

    O youtuber e ex-policial João Paulo Ramos resolveu atacar o vereador Marcio Joias, na tentativa de provar sua inocência na Justiça. Marcio acusou e alega ter provado, com áudios do próprio João Paulo, que estava sendo pressionado para dar dinheiro a fim de sair da pauta do canal criado pelo youtuber, visando desqualificar políticos no Cariri.

    Desde que saiu da prisão, João Paulo tem usado a mulher em entrevistas a rádios locais, num esforço de mostrar que tudo não passou de uma armação. Marcio está calado publicamente, mas a pessoas próximas repete a mesma coisa: ele (João Paulo) foi preso em flagrante com o dinheiro da extorsão no bolso. Coincidentemente, na última semana, vídeos fake contra Márcio Jóias foram espalhados nas redes sociais

  • Camilo Santana sofre desgaste por decisão
    20/04/21 6:45

    A medida do governador Camilo de adotar o lockdown em todo o Ceará, no dia 10 de março, acabou implodindo o comitê de enfrentamento à covid no Cariri. Desde que a decisão dos prefeitos, de não fazer lockdown, foi tornada sem efeitos por Camilo, o grupo não voltou a se reunir. Até mesmo a base política de Camilo, que votou a favor do lockdown, admite nos bastidores que a decisão foi mais política que técnica.

    Houve o temor de que novas lideranças, sem ligação com Camilo, ganhassem força na região. No Abolição e em Fortaleza, a avaliação era que Camilo tinha sido derrotado no Cariri. Camilo fechou e não resolveu. Agora, tem enfrentado desgastes. Para complicar, há aglomerações em locais que são de conhecimento público.

    Açude Umari, em Crato, Lagoa Seca, em Juazeiro, e Caldas, em Barbalha. Os prefeitos que não queriam se desgastar com fiscalizações estão sendo forçados a acabar com festas para evitar que a pandemia fique ainda fora de controle.

  • Mais leitos serão abertos em Juazeiro
    20/04/21 6:44

    Governador Camilo Santana entregou, neste domingo (18), 60 novos leitos no Hospital Regional Norte, ao lado do prefeito Ivo Gomes, uma das opções do PDT para ocupar o Abolição em 2023. Camilo fez um balanço sobre os investimentos que o Estado já fez no combate à covid. Foram criados 5.041 mil leitos extras no Ceará nesses meses de luta contra o coronavírus.

    São 1.295 UTIs e 3.746 enfermarias em todas as regiões do Estado. Esses dados sobre novos leitos não são suficientes para atender a todos que precisam de uma vaga. Diante disso, Camilo anunciou que irá ampliar novamente a rede hospitalar pública.

    Abrirá hospitais de campanha no Hospital Geral de Fortaleza (HGF), no Hospital Regional do Cariri e no Regional de Quixeramobim. Diante do difícil cenário da covid, Camilo publicou a seguinte mensagem de esperança no seu twitter: “ Vamos superar. Vamos vencer. Juntos, meus irmãos e minhas cearenses. Com força, coragem e fé”. O Ceará está unido nessa corrente para derrotar a covid.

  • Lockdown não surtiu efeito no Cariri
    20/04/21 6:43

    Os 30 dias de lockdown no Cariri não derrubaram os casos de covid-19. Esse problema também é identificado no Estado. Dados do IntegraSus continuam registrando crescimento de infecções por coronavírus, apesar da expectativa do Governo do Estado que a estabilidade verificada nos últimos quatro dias represente um platô. Porém, não há como afirmar categoricamente que a pior fase da segunda onda acabou.

    Os contaminados com a pandemia se tornaram uma dor de cabeça para o Governo. Camilo apostava na diminuição dos casos para não ter que ampliar os leitos de UTI do Hospital Regional do Cariri, que na primeira onda chegaram a 100 e hoje não passam de 60.

    A avaliação é que o isolamento social rígido não foi obedecido em sua intensidade necessária, daí os números de infectados não recuaram. Não houve cumprimento das medidas de lockdown total por parte do comércio, indústria e as festas clandestinas se repetiram

  • Ciro Gomes avisa ser inimigo de Lula
    20/04/21 6:42

    No domingo (18), Ciro Gomes concedeu longa entrevista ao jornal carioca O Globo. Com o título “Eu viajaria a Paris no 2° turno com mais convicção. PT nunca mais”, Ciro rompeu todas as pontes com o PT e Lula sobre as eleições do ano que vem. Demonstrou não ter nenhum arrependimento de não pedido votos para a candidatura de Fernando Haddad contra Jair Bolsonaro.

    Antecipou, ainda, que se em 2022 o confronto se repetir com Bolsonaro, e dessa vez enfrentando Lula, Ciro compra uma passagem e viaja novamente para Paris. Essas declarações provocaram ira em Lula e no PT. Contudo, Lula não aceitará as provocações de Ciro.

    O PT terá candidato ao Governo do Ceará e ao Senado em alianças com partidos nacionais que estarão no projeto Lula 2022. A dúvida: como se comportará Camilo nesse conflito Ciro versus Lula. Tão logo ocorra essa definição, o PT se posiciona.

    Hoje, há um esforço de Lula para Camilo ficar no Governo e apoiá-lo no Ceará, sendo recompensado com um ministério, ou se for candidato ao Senado, garantir palanque para sua candidatura. Aí um impasse: como seria a aliança que lançaria Camilo. Lula quer esperar o que Camilo irá decidir.

  • Ciro Gomes fritado em praça pública
    20/04/21 6:41

    No mesmo dia, segunda (19), o presidenciável Ciro Gomes viveu o seu inferno astral como candidato à sucessão do presidente Bolsonaro. Dois dos mais importantes jornais brasileiros – O Globo e Folha de São Paulo, publicaram reportagens retratando que a candidatura de Ciro virou um Titanic. O PDT quer aderir a Lula. E Ciro recebeu duas propostas. O DEM, através de seu presidente nacional ACM Neto, ofereceu-o a vaga de vice-presidente na chapa do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

    Os tucanos, via presidente nacional deputado Bruno Araújo, lançaram a candidatura do senador Tasso Jereissati e quer que Ciro venha coordená-la. Se eleito, Tasso daria a Ciro um ministério com protagonismo. Estranhamente, Ciro manteve-se calado.

    Não reagiu e nem recusou as duas propostas. Sabe que está entrando água em seu navio. Quem assiste de camarote esse bombardeio ao projeto presidencial de Ciro é o governador Camilo Santana.

  • Secretária de Administração sob críticas
    06/04/21 6:34

    A nova secretária de Administração de Barbalha, Catiane Landim, assumiu a pasta promovendo mudanças que desagradaram aos servidores. Eles acusam Catiane de retirar direitos, como um terço das férias, insalubridade, hora extra e adicional noturno.

    Segundo ofício circular, assinado pelo procurador Ícaro Monteiro, a medida é direcionada aos servidores afastados e sem frequência comprovada. Os servidores temem que essa medida seja extensiva a todos, pois a Secretária quer reduzir custos, não poupando nem quem está na linha de frente do covid.

    O procurador e a secretária Catiane acusam a antiga gestão de deixar rombo nas contas da Prefeitura. O Município está com dificuldades para pagar a folha. Os servidores aguardam os contracheques para avaliar e ameaçam, inclusive, a decretação de uma greve. É o cabo de guerra para mostrar quem tem mais força.

  • Sem clima para palanque duplo
    06/04/21 6:32

    Atualmente, nem Ciro Gomes nem Lula aceitam a formação de uma chapa onde o candidato ao Governo seja Mauro Filho, como quer Ciro, representando o PDT, e ao Senado, Camilo Santana, do PT. Esse palanque trabalharia pelos dois candidatos presidenciais: Ciro e Lula.

    Esse consenso, hoje, não é aceito, pois Ciro quer obter uma votação consagradora no Ceará, habilitando-o a ir ao segundo turno contra Bolsonaro. Seu adversário é Lula. E sem se diferenciar de Lula em sua base eleitoral, essa suposta união causaria constrangimentos nacionais e reflexos eleitorais. Daí, Ciro estar contra esse acordo.

    Lula tem outras razões: está um pote de mágoas de Ciro pelos comentários que o presidenciável vem repetindo sobre sua honestidade e também sobre as maracutais do PT. Cid Gomes e José Guimarães vão ter que conversar muito, se quiserem construir essa união PDT-PT no Ceará. E os entraves devem começar a ser resolvidos rapidamente.

  • Ciro Gomes quer filiar Camilo no PDT
    06/04/21 6:31

    Sabedor da perspicácia política de Lula, a vontade de Ciro Gomes é filiar o governador Camilo ao PDT. Camilo deixaria o PT, para provar a sua lealdade aos FGs. Também é quase que uma imposição de Ciro, que Camilo não saia do cargo em abril do ano que vem. Conclua o mandato até o fim, permitindo que os FGs lancem a chapa Mauro Filho para o Governo e apoiando à reeleição do senador Tasso Jereissati.

    Cid Gomes não se manifestou sobre essas candidaturas, entretanto, não costuma peitar as escolhas do irmão Ciro. Agora, se Camilo ficar no PT, os FGs passam a temer que ele esteja se habilitando para o sonho de ser candidato ao Senado. Ciro não quer. Porém, Cid não vetaria. Como esse cabo de guerra será resolvido. O tempo dirá.

    Os aliados dos FGs dizem que a solução seria lançar Tasso sendo apoiado por Ciro e pelo prefeito Ivo Gomes e Camilo pelo senador Cid Gomes. Mas, não respondem quem a governadora Izolda Cela irá votar com a máquina do Abolição.

  • Lula coloca eleições do Ceará na mesa
    06/04/21 6:30

    Ciente que é mais fácil fechar um acordo com o senador Cid Gomes, Lula se prepara para definir o quadro eleitoral no Ceará. Primeiro, quer uma conversa franca com o governador Camilo Santana. Já pediu ao deputado federal José Guimarães que o prepare para esse encontro. Está esperando a pandemia da covid baixar, e existir ambiente político para uma reunião fora do Estado.

    Lula irá cobrar de Camilo; se o Governador pretende se desincompatibilizar em abril de 2022, para ser candidato ao Senado; se o Governador não deixará o PT; se o Governador vota nele para presidente. Essas respostas ditarão a atitude que Lula tomará na etapa seguinte de seus diálogos com o PT e, provavelmente, com os FGs.

    As decisões de Camilo serão fundamentais para Lula, e o Governador ouvirá que eleito presidente, Camilo será influente se estiver ao lado do PT na disputa pela cadeira do presidente Bolsonaro.

  • PDT recebe acenos do PT nos estados
    06/04/21 6:29

    Mesmo com as promessas de Carlos Lupi de que o PDT manterá a candidatura presidencial de Ciro Gomes, os Ferreira Gomes sabem que o projeto Planalto 2022 não está mais tão sólido. Lula é uma sereia encantadora. E a perspectiva de voltar ao poder e apoiar candidatos pedetistas nos estados, com chances de vitória, é uma ameaça real a Ciro.

    Para complicar, o PSB, que estava disposto a embarcar no navio cirista, já desembarcou. Hoje, a maioria socialista quer votar em Lula, mesmo com a rejeição do prefeito de Recife, João Campos. Basta um bom acordo em Pernambuco e o PSB declara o voto em Lula.

    Não está complicada essa aliança. Ciro sabe que Lula é um exímio negociador. Tenta, assim, se manter perto de Carlos Lupi para não perder o controle do PDT, porém, esse desafio não está nada fácil. Os elementos de uma decisão envolvem muitos fatores, e quem tem voto, no caso Lula, pesa internamente no PDT.

  • Ciro Gomes enfrenta oposição de Lula
    06/04/21 6:28

    Resoluto a concorrer pela quarta vez ao Planalto, Ciro Gomes é um político amargurado. Nunca imaginou que o Supremo Tribunal Federal (STF) fosse inocentar Lula. As evidências dos crimes do petista e suas condenações eram mais do que suficientes para deixá-lo fora da corrida presidencial de 2022.

    Vem o ministro Edson Fachin, anulou as condenações, e a sucessão presidencial mudou. Ciro sabe que mais do que enfrentar à reeleição do presidente Bolsonaro, sente a ameaça de perder o controle do PDT.

    O presidente nacional Carlos Lupi concedeu entrevista ao Valor Econômico, admitindo rifar a candidatura de Ciro. Dois dias depois, voltou atrás e reafirmou que Ciro continua candidato, sem chances do PDT mudar de rumo. Essa insegurança é provocada pelo surgimento de Lula no cenário político, e Ciro sabe disso.

  • Aluísio Brasil se desgasta na oposição
    30/03/21 11:26

    Na tentativa de se manter vivo politicamente, o ex-candidato a prefeito do Crato, Aluísio Brasil, está partindo para a tática do: quanto pior, melhor. Em vídeos divulgados nas redes sociais, Aluízio avalia ações de combate à covid, que mais confundem que orientam.

    Na última semana, criticou a falta de vacinas nos postos de saúde. Só esqueceu de um detalhe: sua própria mãe havia sido vacinada em um posto. Consequência: acabou sendo bombardeado por dezenas de críticas.

    Aluísio tem sido cobrado para se expor menos e articular mais, principalmente junto aos seus aliados, o deputado federal Capitão Wagner e o senador Eduardo Girão, visando conseguir leitos covid para o Crato.

    Para completar, Aluísio tem anunciado que irá virar comunicador de TV. Prepara o lançamento de um programa de TV. Como Faustão se aposenta em dezembro, se mostrar talento, vai querer o lugar dele na Globo.

  • PTB muda de mãos em Juazeiro do Norte
    30/03/21 11:25

    Uma articulação do secretário de Segurança, Dorian Lucena, tirou o PTB de Juazeiro do Norte do comando do ex-prefeito Arnon Bezerra. Dorian indicou a nova direção. Essa escolha ocorreu em consenso com o novo presidente estadual, Felipe Cavalcante, filho do deputado estadual, Delegado Cavalcante, do PSL.

    No Ceará, o PTB fica à disposição de Cavalcante. A nova direção provisória, definida no dia 23 de março, fica à frente do partido até 16 de maio. O ex-presidente, deputado federal Pedro Bezerra, deve ir mesmo para o PDT dos irmãos Cid e Ciro Gomes.

    Em Juazeiro, a notícia de que o PTB fará parte da base do prefeito Glêdson estremeceu a Câmara. A maioria dos vereadores do partido faz oposição. Dos seis, apenas Marcio Joias é base. Aos mais próximos, Márcio já disse: se o partido vir para suas mãos, exigirá fidelidade sob pena de punir quem o desafiar. Tem vereador tremendo.

  • Camilo Santana tem feriadão isolado no Cariri
    30/03/21 11:24

    O governador Camilo Santana, como sempre faz, vem passar a Semana Santa em sua casa no Caldas, em Barbalha. Preocupado com a situação do Estado com relação à pandemia do covid, Camilo está evitando discussões políticas sobre as eleições do próximo ano em sua residência.

    Avalia ser muito cedo. Apesar disso, a discussão política – inerente ao seu cargo – deve acontecer apenas com políticos próximos, como o prefeito Guilherme Saraiva e o deputado estadual Fernando Santana. Camilo vai aproveitar o momento para discutir questões de saúde.

    Deve receber prefeitos do Cariri para cobrar ações mais firmes no combate à pandemia. Também deve anunciar novidades sobre a distribuição de novas levas de vacinas e o aumento das UTIs na região.

  • Ambos prefeitos merecem reconhecimento
    30/03/21 11:22

    Mesmo Juazeiro do Norte tendo metas melhores do que Sobral na guerra da covid, a população não deve deixar de reconhecer o trabalho dos dois prefeitos – Glêdson Bezerra e Ivo Gomes. Ambos tem se esforçado para alcançar objetivos que só se mostram factíveis no papel. No mundo real, é impossível de se obter.

    A contaminação do coranavírus no Ceará, nessa segunda onda, se alastrou numa velocidade impressionante. Também é preciso elogiar toda a dedicação do governador Camilo Santana e de seu secretário de Saúde, Dr Cabeto. É uma equipe trabalhando no Estado e nos municípios para que o Ceará possa vencer essa doença maldita.

    Contudo, o prefeito Glêdson Bezerra merece o aplauso, pois sem alardes está sabendo controlar a covid em Juazeiro, salvando vidas. Suas decisões corretas influenciam positivamente todo o Cariri. Mas, nada de comemorar vitória antes da hora. Na Europa, já começou a terceira onda. E aqui no Ceará, nós ainda não liquidamos a segunda. Então, todos atentos.

  • Juazeiro do Norte tem menos óbitos que Sobral
    30/03/21 11:20

    A escolha é a mais óbvia: Juazeiro do Norte é a cidade mais importante do sul do Ceará. Sobral, a capitão do Norte do Estado. A avaliação é sobre como estão se saindo os prefeitos nessa segunda onda da covid, incluindo também a primeira fase do coronavírus.

    Em número de contaminados, Juazeiro teve mais casos confirmados: 19.831 superando a Sobral, por uma diferença significativa de mais de 3,5 mil infectados. Agora, no critério salvar vidas, Juazeiro do Norte vence Sobral.

    Considerando apenas os dois municípios para análise: Sobral teve 457 contra 389 óbitos, de um total de 846 mortes nessas duas cidades. Um índice que impressiona, pois somente neste mês de março, morreram 102 pessoas em Sobral por covid.

  • Estatísticas da covid abalam FGs
    30/03/21 11:19

    Uma comparação sobre os dados de óbitos e casos por covid em Sobral e em Juazeiro do Norte, durante um ano de pandemia, retrata uma triste realidade: o prefeito Ivo Gomes perdeu a guerra em sua cidade para convencer à sociedade a participar na adoção de medidas necessárias como adesão ao isolamento social rígido, uso de máscaras e álcool gel.

    O esforço de Ivo apresentou um resultado aquém do que ele esperava com efeitos negativos na política. Registre-se, que nesse momento, o prefeito Ivo não está preocupado com sua candidatura ao Governo do Ceará. Toda a sua atenção está voltada em salvar vidas.

    Entretanto, como o nome mais forte sendo preparado para ascender ao Abolição, o herdeiro dos irmãos Ciro e Cid Gomes precisa ter seu desempenho avaliado como gestor numa crise dessa dimensão. Sua capacidade de bom administrador será seu cartão de apresentação numa eventual candidatura a governador em 2022. Por enquanto, os números da covid fazem o prefeito Ivo ficar fora da corrida eleitoral na sucessão do governador Camilo Santana, que é simpático a sua postulação.

  • PT e PSB votam contra auxílio emergencial
    16/03/21 8:36

    Os outros três votos contra o retorno do auxílio emergencial foram do PT e do PSB do Ceará. No PT, votaram para que as famílias carentes não recebam esse benefício os deputados José Guimarães e Zé Airton Cirilo. No PSB, deputado Denis Bezerra. Com a repercussão negativa de seu voto, José Guimarães foi às redes sociais explicar que defendia uma auxilio emergencial de R$ 500.

    Como o Governo Bolsonaro não aceitou, ficou contra. É a velha historia da esquerda brasileira: quanto pior, melhor. Apostar que com o aumento da miséria, o povo se revolte e vá às ruas protestar contra Bolsonaro. Ou, desesperados, facilitem a volta de Lula para o Planalto.

    Tanto Guimarães quanto Zé Airton, ou mesmo Dênis Bezerra, esquecem que milhões de brasileiros estão literalmente passando fome. Sim, esses deputados federais são votados no Cariri. E vão aparecer aqui no ano que vem pedindo o seu apoio.

  • Cid Gomes se queima para voltar ao Abolição
    16/03/21 8:34

    É incompreensível a atitude de Cid Gomes de liderar um movimento dentro do Senado Federal para impedir a aprovação do auxílio emergencial a partir de abril. Serão quatro meses de R$250. Cid votou contra, sendo o único senador cearense a se posicionar assim.

    Tasso Jereissati e Eduardo Girão votaram a favor do auxílio que irá beneficiar as famílias mais carentes atingidas pela pandemia. Derrotado no Senado, Cid tratou de se mobilizar para impedir a aprovação na Câmara dos Deputados. Conseguiu seis votos contrários ao auxilio emergencial. Articulou para que o PDT votasse não.

    Três deputados do PDT seguiram suas ordens. Dois com forte votação no Cariri. Votaram contra: André Figueiredo, Idilvan Alencar e Leonidas Cristino. Dois não ouviram Cid: Eduardo Bismark e Roberio Monteiro. Ao justificar sua firme oposição a essa ajuda financeira aos mais pobres, nesse momento tão difícil porque passa o Brasil, alegou que o presidente Bolsonaro incluiu no mesmo projeto matérias que ele não podia admitir verem aprovadas no País.  

  • Excesso de candidato no Crato em 2022
    16/03/21 6:33

    O promotor aposentado Leitão Moura está de volta ao cenário político do Crato. Evidente que esse retorno ocorre apenas nos bastidores. Dr. Leitão tenta se aproximar do prefeito Zé Ailton Brasil para se viabilizar na disputa por uma vaga à Assembleia Legislativa. Se for aceito por Zé Ailton, Dr.

    Leitão terá que dividir espaço com Rafael Branco, atual secretário de Turismo, e o vereador Lucas Brasil, sobrinho de Zé Ailton. Caso queira seguir para federal, a disputa é ainda maior. Zé Ailton já tem compromisso com Fernando Santana, José Guimarães e André Figueiredo.

    Na eleição passada, Zé Ailton deu a Leitão o seu líder na Câmara e outras lideranças do Município. Essa tentativa de Dr. Leitão conquistar o apoio do prefeito Zé Ailton esbarra no seu silêncio na campanha municipal do ano passado. Essa postura pode cobrar caro. Daí, terá que ser candidato sem apoio do prefeito do Crato.

  • Glêdson Bezerra sem conflitos com Camilo Santana
    16/03/21 6:32

    Glêdson Bezerra se surpreendeu com a avaliação política realizada no Abolição e também entre prefeitos do Cariri, que ele tivesse liderado um movimento contra o lockdown para desafiar a autoridade do governador Camilo Santana. Sua primeira providência, ao escutar essa história, foi desmenti-la e comunicar o desmentido ao Abolição.

    Sustenta que sua intenção ao não votar a favor do isolamento social rígido no Cariri nada teve a ver com disputa política dele com o Governador e garante: não sou inimigo de Camilo, tanto que votei nele por duas vezes.

    A posição conciliadora assumida pelo prefeito Glêdson diminuiu a crise com o Abolição. Glêdson esclareceu que sua intenção foi adiar a adoção de medidas mais duras, tentando salvar vidas, sem colocar em risco os empregos, que hoje estão ameaçados no Cariri. E reconhece também essa preocupação em Camilo.

  • Camilo Santana implode articulação de prefeitos
    16/03/21 6:30

    A decisão do governador Camilo Santana de decretar lockdown em todo o estado está sendo avaliada no Cariri como uma posição política. Camilo deixou a decisão sobre o isolamento rígido nas mãos dos prefeitos, mas esperava que sua base fizesse o trabalho, seguindo o exemplo de Fortaleza e região metropolitana. Acabou surpreendido com medidas mais duras, mas sem lockdown no Cariri.

    Camilo ligou para aliados mostrando o descontentamento e cobrando lealdade. Os prefeitos de Juazeiro, Glêdson Bezerra, e Ednaldo Lavor, de Iguatu, convenceram a principal base do governador no Estado, o Cariri a não o seguirem com o lockdown.

    No Abolição, o assunto foi tratado como uma desfeita com Camilo, que tem feito todo um esforço para controlar a pandemia no Estado, mesmo com a oposição do presidente Bolsonaro.

  • Cinco municípios do Cariri sem oxigênio
    16/03/21 6:29

    A Associação dos Prefeitos do Ceará (Aprece) divulgou nota informando que 39 municípios estão ameaçados de colapso de oxigênio. Esse número extra-oficialmente já seria superior a 60.

    No Cariri, são cinco as cidades que enfrentam a grave crise do desabastecimento de oxigênio. São elas: Caririaçu, Potengi, Umari, Ipaumirim e Baixio.

    Todos são municípios de pequenas populações, que usam cilindros em seus fornecimentos e cujos hospitais não têm usinas produzindo o insumo. Na nota oficial assinada pelo presidente da Aprece, Junior Castro, são apontadas as causas dessa ameaça de falta de oxigênio: atraso no fornecimento e abastecimento pelas empresas que atendem aos municípios, insuficiência no número de cilindros nos municípios e permanência prolongada de pacientes à espera de transferência. Esse problema de oxigênio está se alastrando por todo o Ceará.

    O governador Camilo Santana disse que a dificuldade é de logística, e não de produção. Mas está faltando oxigênio nos municípios, e há risco de pessoas morrerem.

  • Capitão Vieira assume o embate
    09/03/21 6:10

    O vereador Capitão Vieira Neto assumiu o comando das ações contra a administração do prefeito Glêdson Bezerra, na Câmara de Juazeiro do Norte. Vieira aproveitou a ausência do presidente Darlan Lobo, por motivos de saúde, e não perdeu tempo: visitou fornecedores da Prefeitura para se apresentar como o homem que eles devem temer na Câmara. Claro, nesse primeiro momento, nada de pedidos, apenas intimidações.

    Glêdson continua firme no posicionamento de não ceder aos pedidos dos vereadores. A dúvida agora é se Darlan vai entregar de vez o comando do G15 ao Capitão Vieira ou retoma a liderança. Se entregar, perde o protagonismo no Poder Legislativo e sai pela porta dos fundos, na tentativa de golpe do impeachment que planejou junto com Capitão Vieira, para cassar Glêdson Bezerra.

PUBLICIDADE