sete dias sem medo da notícia
Donizete Arruda
  • Esvaziamento da câmara de Juazeiro do Norte
    25/01/22 9:27

    O presidente da Câmara de Juazeiro do Norte, William Bazílio – Bilinha, comentou estar estranhando o esvaziamento nos corredores da Casa. Bilinha falou das articulações, tensões e especulações para o retorno dos trabalhos. Até os mais experientes estão concordando com Bilinha: está tudo muito calmo. Na avaliação de alguns vereadores conhecedores do Legislativo, a presença diária do novo procurador da Câmara, o ex-delegado federal, Dr.

    Tarcísio, tem inibido as conversas de bastidores. Ele tem dado expediente diário, mesmo no recesso, e olha firme a todos que encontra. Parece que o recado foi entendido. Há quem sinta saudades da circulação pelos corredores. Bilinha admite que assim está bem melhor.

  • Cid Gomes é bombeiro na crise com Lula
    25/01/22 9:25

    As palavras de Cid Gomes destoaram do tom do irmão Ciro na mesma entrevista coletiva na sexta passada, em Brasília. Esbravejou otimismo na construção da aliança PDT-PT no Ceará. Especificou que enquanto ele fará campanha para Ciro presidente, Guimarães cuidará pessoalmente do palanque de Lula no Estado. Essa definição de Cid desagradou a petistas históricos no Ceará e nacionalmente. Entendem que o PT está a reboque da oligarquia Ferreira Gomes, com seu principal dirigente no Ceará, no caso Guimarães, sendo apenas porta-voz dos interesses políticos dos FGs.

    Esquecem apenas que Cid e Ciro prometem pagar essa conta política a Guimarães, o elegendo vice -governador na chapa de Izolda Cela. Quanto à votação de Lula no Estado, Cid tranquiliza: no segundo turno estaremos juntos. E mesmo com Ciro no exterior- o que deverá ocorrer como ele deu a entender na entrevista coletiva – os FGs sustentam que darão maioria a Lula. A única pergunta que Cid não responde – nem Guimarães – cobra resposta: qual papel do governador Camilo nas eleições presidenciais no Ceará?

  • Viagem a Paris foi largada da briga
    25/01/22 9:23

    Toda essa crise envolvendo Lula e Ciro Gomes, com reflexos diretos na formação da chapa de PDT e PT para concorrerem ao Abolição e ao Senado no Ceará foi deflagrada por uma pergunta do portal Brasil 247.

    O site quis saber de Ciro se em 2022, ele repetirá a fuga para Paris, como fez em 2018, quando recusou apoiar a candidatura de Fernando Haddad contra Jair Bolsonaro. Esse emparelhamento desafiou a Ciro, que deu o troco: “Eu não posso ficar de novo sustentando as inconsistências de Lula. O capricho de lulo-petismo, nunca mais.”

    Essa recusa de Ciro, em trabalhar e apoiar Lula contra Bolsonaro, estimulou aos inimigos da oligarquia Ferreira Gomes dentro do PT nacional. Lula reclama que é solidário com os FGs, mas não há reciprocidade. Cid e Guimarães sentiram o impacto desse confronto. Lula liberou Luizianne para colocar Ciro no seu canto.

  • Nota de Luizianne Lins freia acordo PDT-PT
    25/01/22 9:21

    Luizianne liberou uma nota dura contra Ciro: “é lamentável a manifestação de agressão injusta, manipulação de fatos e falta de percepção dos desafios para o povo brasileiro, que o pré-candidato Ciro insiste em expressar. Incomodado com o fato de Lula ser o maior líder de nosso país e liderar as pesquisas, insiste em atacar o melhor Presidente de nossa história.

    Expressa ainda, o mais absurdo sectarismo ao ser perguntado sobre um cenário de segundo turno entre um candidato de esquerda e o bolsonarismo.” Seus disparos contra Ciro prosseguiram de modo veemente: “ Infelizmente, na sanha de viabilizar sua candidatura , Ciro esquece quem deve ser o principal inimigo do Brasil e ataca a única pessoa que pode fazer frente ao fascismo, autoritarismo, ao retrocesso”. E avança: “…o candidato parece confundir rebeldia com indocilidade e esperança com personalismo e egocentrismo.”

     Esse texto enquadra a fúria agressiva de Ciro contra Lula e o PT. Ou recua já, ou o poder da oligarquia FG no Ceará está ameaçada. Cria-se condições para unir PT, MDB e partidos de esquerda contra a candidatura do PDT. Tanto Cid quanto Guimarães estão convencidos que precisam apagar esse fogo. Governador Camilo será acionado, pois tem credibilidade para atuar como bombeiro. E conseguir fazer prevalecer a união, isolando Ciro. Caso contrário, é o risco dos FGs perderem o Abolição para um candidato de oposição. E Cid sabe disso.

  • Reação de Lula veio com cearenses
    25/01/22 9:18

    Normalmente, Lula tem silenciado com as agressões de Ciro. Contudo, neste último final de semana, a reação lulista foi diferente. Não se sabe se houve uma ordem direta de Lula, porque os envolvidos não contam. Entretanto, sempre distante do embate entre oligarquia Ferreira Gomes, através de Ciro Gomes, e Lula, a deputada federal Luizianne Lins adotou um comportamento totalmente inesperado e retrucou Ciro, respaldada pelos deputados José Airton Cirilo e Elmano Freitas.

    O inesperado desse conflito: o silêncio sepulcral do deputado federal José Guimarães. Luizianne assumiu um papel beligerante contra Ciro, e convocou para todos para a guerra contra FGs e a favor do PT do Ceará. Ela mobilizou outros nomes importantes no Ceará que não concordam com o acordo costurado pelo senador Cid Gomes e Guimarães..

  • Ciro Gomes envolve filho de Lula com mensalão
    25/01/22 9:17

    Lula ficou enfurecido ao receber uma cópia do vídeo de trechos da entrevista coletiva de Ciro, acusando Lula de ter implorado seu apoio para salvar o seu filho de uma convocação para depor na CPI do Mensalão. Lula disse a petistas que o episódio é fantasioso, e que nunca ocorreu. Ciro insiste que os fatos são verdadeiros.

    Numa manhã, durante reunião, Lula chora copiosamente porque o filho seria intimado a depor na CPI, para explicar pagamento de propinas a deputados federais, no escândalo do Mensalão. Ciro conta que também chorou com Lula. E após se controlar, pegou o telefone e fez ameaças veladas ao então governador Aécio Neves. Exigiu que a CPI desistisse dessa convocação do filho do Lula. Alega que conseguiu com seus argumentos fortes barrar esse golpe. Lamenta que não haja gratidão de Lula para seu gesto.

    Essas revelações de Ciro indignaram não apenas a Lula, mas principalmente aos caciques nacionais do PT, que viram no gesto uma atitude desesperada de Ciro em atropelar Lula, se viabilizando na disputa presidencial. Lula, dizem os mais íntimos, demorará muito a perdoar Ciro, por ter envolvido o filho nessa corrida presidencial

  • Ciro Gomes bagunça relação PDT-PT no Ceará
    25/01/22 9:16

    O lançamento da quarta candidatura presidencial de Ciro Gomes, na última sexta (21), provocou um tsunami na aliança da oligarquia Ferreira Gomes com o PT no Ceará. Ressalte-se, que o discurso de Ciro, inteiramente lido e produzido pelo marqueteiro João Santana, poupou Lula de petardos pesados.

    O alvo principal foi o candidato da terceira via, o juiz aposentado Sérgio Moro, agredido com um festival de substantivos e adjetivos, retratando todo o ódio que Ciro nutre por quem ocupa o posto que ele sonhou para si. O problema de Ciro surgiu depois da festa bonita e muito bem organizada, com toques de convenção de partidos americanos. Só que o Ciro real e incontrolável existe, e sempre aparece para estragar a alegria de seus aliados com ataques grosseiros a família de Lula.

    Durante a entrevista coletiva com a imprensa, Ciro mostrou suas garras novamente, repetindo erros que o fizeram ser derrotado nas eleições de 2002. Afinal, Ciro é Ciro, e ninguém muda.

  • Darlan Lobo sonha com vaga na assembleia
    18/01/22 9:59

    O presidente afastado da Câmara de Juazeiro do Norte, Darlan Lobo, pretende surpreender seus eleitores ao se lançar candidato a deputado estadual. Darlan está apenas esperando o retorno de Eunício Oliveira ao Cariri para bater o martelo. O próprio Eunício estaria incentivando a candidatura para somar no desempenho do partido nas eleições deste ano.

    A ideia é aumentar a votação do MDB para atrair mais candidatos, sob a necessidade de baixar o coeficiente eleitoral dos eleitos. Para decidir, Darlan deve conversar sobre participação no fundo eleitoral e outras ajudas políticas, para só então, entrar na disputa de cabeça na eleição.

    Darlan estaria cansado de fazer política restrita a Juazeiro e planeja voos mais altos. Claro, a candidatura de Darlan depende da Justiça, pois ser candidato afastado no meio da campanha não pega bem nem para ele, nem para o MDB.

  • Ciro Gomes sofre para se tornar candidato viável
    18/01/22 9:53

    O PDT queria realizar apenas a convenção nacional na sexta, 21. O próprio presidente Carlos Lupi concedeu entrevistas anunciando que o lançamento da pré-candidatura presidencial de Ciro seria adiado para uma nova data. Ciro resistiu a esse adiamento. Sabe que está falando cada dia para menos aliados dentro do PDT.

    Entretanto, foi corajoso e dobrou a aposta. Nas redes sociais, está convocando toda a militância pedetista para o evento que será virtual e às 16h30. No convite, chama a atenção para a novidade: “ Vai ter discurso forte e apresentação da nova cara de minha pré-campanha pelo Projeto Nacional de Desenvolvimento”.

    Ciro e o marqueteiro João Santana vão modificar todas as peças publicitárias, e modular o discurso cirista, visando alavancar sua candidatura para as exigências do partido: 15% nas pesquisas eleitorais até abril. Ciro está contando somente com João Santana e a esposa Gisele Bezerra, nesse esforço concentrado para dar um salto e salvar sua quarta candidatura presidencial. Nem Cid Gomes tem se integrado a esse movimento de arrancada final para não ser atropelado por Lula e ter de viajar novamente para Paris, mais cedo, já em maio.

  • Lula examina chances para se fortalecer
    18/01/22 9:52

    Não estranhem se Lula usar esse poder de indicar o vice-governador na chapa do PDT cearense para agradar a seus aliados dentro do MDB. A estratégia seria atrair a legenda para o palanque dele e da governadora Izolda Cela no Ceará. Agora, se o candidato do PDT for Cid, fica mais difícil emplacar essa articulação, pois Eunício Oliveira não vota nos FGs.

    Lula trabalha pesadamente para vencer no 1º turno, e os votos do Ceará são decisivos, daí a necessidade de somar todos os apoios a sua candidatura. Lula não abre o jogo de suas articulações políticas no País, muito menos no Ceará.

    Somente Lula tem a autoridade de resolver todas as pendências para reforçar apoios a seu palanque. Tanto, que ainda esta semana, Lula deve avançar nas negociações para fechar a federação do PT com PSB, PCdoB e PSOL para as eleições de outubro. Caso saia a federação, as esquerdas concorrerão unidas em uma federação, como se fossem uma única sigla a disputar votos.

  • Quem fica com vaga de vice-governador
    18/01/22 9:51

    Cid Gomes deu a vaga de vice-governador na chapa do PDT para Lula e o PT do Ceará. Caberá ao partido essa indicação. Com a ajuda fundamental de Cid, o PT se transformou, na última quinta (13), na segunda maior legenda com prefeitos filiados: 31. Superou o PSD em cinco prefeitos. Cid deu um olé no PSD, presidido por Domingos Filho, que argumentava que o lugar de vice deveria ser do segundo maior partido no Estado. Cid pegou pela palavra, e foi genial. Transformou o PT com a ajuda do governador Camilo em 2º partido.

    Domingos Filho, agora, está defendendo que esse critério não seja o único na escolha do vice-governador de Izolda ou de Cid Gomes. Será complicado convencer o senador cearense. Seu pragmatismo fala mais alto. E o posto é mesmo do PT. Quem quer ocupá-lo é o deputado José Guimarães, se Izolda for a ungida. Se for Cid, o vice deve ser o deputado Fernando Santana. Registre-se, como candidato ao Senado, não há contestações, o nome é do governador Camilo Santana, que se desincompatibiliza em 2 de abril.

  • Deadline para renúncia de Ciro Gomes é abril
    18/01/22 9:50

    Lula não confidenciou a Eunício Oliveira, mas os 15 deputados federais já rompidos com Ciro dizem abertamente que o prazo dado a Carlos Lupi para a candidatura dele ser mantida é no máximo 30 de abril. Há uma exigência já exposta a Ciro: até essa data, Ciro precisa superar os dois dígitos nas pesquisas eleitorais, e alcançar 15%. Se não chegar a esse índice, o PDT obrigará Ciro a desistir, pois o partido irá apoiar a candidatura de Lula.

    A confiança de Lula nessa possibilidade foi outro fator fundamental para o PT cearense se unir aos Ferreira Gomes, apoiando um candidato do PDT. Ciro está tão cercado que está prometendo na convenção nacional pedetista, na próxima sexta,21, mudar tudo em sua campanha. Só não especificou quais serão essas mudanças tão radicais. Certo, é que os ataques de Ciro a Lula devem diminuir. Cid comunicou ao irmão da necessidade de ter o PT ao lado deles para derrotar a candidatura de Capitão Wagner, da oposição.

  • Novas desculpas de Lula para selar aliança
    18/01/22 9:48

    Outro argumento usado por Lula para aceitar que Guimarães tenha fechado um acordo com a oligarquia Ferreira Gomes é matemático: 15 dos 25 deputados federais do PDT já aderiram à candidatura de Lula. O senador Weverton Rocha, um dos poucos pedetistas favoritos a vencer às eleições para o Governo do Maranhão, publicou no último final de semana, em suas redes sociais: “Quem está do lado do povo não tem medo de combate, pois sabe que a verdade vai vencer no final. Estou com @lulaoficial e sempre estive. Pois compactuamos do mesmo sonho de um Brasil e Maranhão mais justo, digno e próspero”, disparou.

    Weverton é um dos mais próximos aliados do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi. Esse rompimento velado dentro do PDT significa que o partido está desembarcando do palanque de Ciro Gomes e subindo no de Lula. Ao fazer esse gesto de apoiar o PDT no Ceará, Lula mostrou a Eunício que precisava agradar a Cid Gomes e impedir que a desistência de Ciro seja mais traumática, porque hoje é questão de dias.

  • Lula antecipa decisão do PT a Eunício Oliveira
    18/01/22 9:47

    Não há mais dúvidas: o presidenciável Lula conversou com o ex-senador Eunício Oliveira, explicando os motivos que o levaram a aceitar a posição do deputado federal José Guimarães, de fechar uma aliança com os Ferreira Gomes e o PDT no Ceará. Primeiro, Lula contou a Eunício, que na sua idade – 77 anos – não tem mais tempo para promover brigas. Desse modo, Lula disse que quer manter o PT unido em todos os 26 estados e no Distrito Federal.

    Travar um confronto no Ceará mesmo sendo seu desejo, atrapalharia seu projeto de vencer às eleições presidenciais no primeiro turno. Eunício assentiu com os argumentos de Lula. Contudo, esclareceu que não votará nos FGs e fará a dobradinha Lula presidente, Capitão Wagner governador. Terá direito de indicar um nome ao cargo de vice-governador ou ao Senado. Eunício é candidato a uma vaga na Câmara Federal, onde almeja presidi-la nos próximos quatro anos do Governo Lula, com seu apoio.

  • Nelinho negocia para se filiar ao MDB
    11/01/22 9:54

    O deputado estadual Nelinho Freitas está sendo incentivado a trocar o PSDB de Tasso Jereissati pelo MDB de Eunício Oliveira. O principal defensor dessa mudança é seu colega, o deputado estadual Davi de Raimundão.

    Os dois firmaram uma dobradinha para as eleições deste ano. Impedido por Eunício de votar em candidatos fora do MDB, Davi vê na filiação de Nelinho a chance de manter a parceria com Nelinho, fechado ainda na aliança de 2020, quando os dois disputaram juntos à Prefeitura de Juazeiro do Norte.

    No grupo de Nelinho há muitas resistências a essa troca partidária, o que tem protelado a decisão. Nelinho não fala no assunto, até porque negocia também sua filiação ao União Brasil. E recebeu um convite do senador Cid Gomes para ingressar no PDT, na janela partidária de março.

  • Giovanni Sampaio compra briga com o Sindicato
    11/01/22 9:52

    O vice-prefeito Giovanni Sampaio resolveu assumir o embate político com os grevistas da Saúde de Juazeiro do Norte. Em vídeo publicado nas redes sociais, Giovanni qualifica o movimento de político-partidário e recheado de ideologia por parte do comando do Sindicato.

    Muito criticado nas redes sociais, o vice-prefeito voltou a qualificar o movimento de irresponsável, citando o momento de pandemia e o surto de gripe que atinge o Município.

    As imagens de hospitais lotados circulam nas redes sociais. O comando de greve garante apenas 30% dos profissionais nos serviços. Sobre as acusações de Giovanni, o presidente do Sindicato, Marcelo Alves, qualificou as palavras como “infelizes” e de “ataques à classe trabalhadora”.

    Giovanni garante que não vai recuar e acusou o presidente de usar a greve apenas para garantir a folga de nove servidores do trabalho diário pagos pela Prefeitura, e que estarão à disposição do Sindicato. Essa tensão entre Giovanni e o Sindicato tende a aumentar.

  • Sindicato quer Prefeitura bem boazinha
    11/01/22 9:50

    Em meio a crise que assola os equipamentos de Saúde de Juazeiro do Norte, com a inesperada greve dos servidores, mesmo com a alta de casos dentro da pandemia do covid, o Sindicato colocou em discussão com a administração Glêdson Bezerra uma pauta, no mínimo, estranha. E bem cara aos cofres do Governo de Juazeiro do Norte.

    Quer que a Prefeitura custeie nove servidores do Município que estão liberados para o Sindicato. Uma montante elevadíssimo: o custo anual dos nove servidores seria de R$ 440 mil, pagos inteiramente pelo Município. O prefeito Glêdson chamou a atenção dos dirigentes sindicais, para o fato de ter que repor os servidores no serviço público, o que elevaria o custo real para R$ 880 mil ao ano.

    Os sindicalistas se baseiam em uma lei esdrúxula, sancionada pelo ex-prefeito Arnon Bezerra, às vésperas de deixar o cargo: no dia 28 de dezembro de 2020. Na administração do prefeito Glêdson, a avaliação é que este é o verdadeiro e único propósito da greve. Tem sindicalista querendo deixar de trabalhar em hospitais, postos de saúde e UPAs, principalmente com o retorno do coronavírus bem contagiante.

    Para o Governo Municipal, o Sindicato usa os servidores da saúde como bucha para pressionar a Prefeitura a liberar os nove servidores do trabalho diário. O Sindicato já arrecada cerca de R$ 500 mil anual, e precisa bancar suas despesas com seus próprios recursos, para ter o respeito da categoria. Essa exigência não pode estar na pauta da greve.

  • José Guimarães usa modelo retro de Cid Gomes
    11/01/22 9:45

    A estratégia política adotada no início deste ano eleitoral no Ceará, pelo deputado José Guimarães, é igualzinha à imposta pelos irmãos Ciro e Cid Gomes, contra seus opositores. Guimarães está passando a retroescavadeira por cima dos deputados José Airton Cirilo e Luizianne Lins. Desconhece o desejo de Lula ter um palanque próprio no Ceará, ou engessar Ciro nas agressões durante a campanha. Cuidou apenas dos deputados estaduais, cooptando-os com a ajuda do Governo Camilo.

    Elmano Freitas, ligado a Luizianne Lins, hoje silencia diante dessa postura de atropelamento adotada por Guimarães. Moisés Braz é do seu grupo e os outros dois deputados estaduais do PT, Fernando Santana e Acrísio Sena, são camilistas.

    Para aumentar seu cacife dentro da convenção estadual do PT, que imporá o seu desejo: acordo PT com FGs sem cobrar nada de Ciro, Guimarães articulou com Cid Gomes, e esse negociou com o governador Camilo, que fechou com o prefeito de Fortaleza, José Sarto, para nomear o ex-prefeito de Quixadá, Ilário Marques, que controla uns 10% da convenção estadual petista. Prestigiado com o cargo de secretário de Direitos Humanos da prefeitura de Fortaleza, apesar de estar condenado por improbidade administrativa, o que impediria a sua posse, Ilário Marques virou estafeta de Guimarães na disputa interna entre ele e os que querem defender Lula no Ceará.

  • José Guimarães arquiteta plano B no acordo
    11/01/22 9:37

    Reservadamente, José Guimarães acalenta um sonho: quer trocar a Câmara Federal pela vaga de vice-governador do Ceará. Esse é o seu maior objetivo eleitoral. Ao não criar dificuldades para a aliança PT-FGs continuar no Ceará, Guimarães imagina que se credencia para realizar seus objetivos políticos.

    Contudo, esbarra na candidatura do governador Camilo Santana ao Senado. O PT não pode exigir duas das três vagas na chapa majoritária encabeçada pelo PDT. Como Camilo atrapalha a concretização de ser vice-governador, Guimarães publicamente defende a candidatura de Camilo para que o PT tenha mais um senador em Brasília.

    Nos bastidores, se esforça para que o senador Cid Gomes pressione Camilo a não se desincompatibilizar no dia 30 de março, visando assegurar a vitória dessa aliança. Uso subterfúgios fortes: diz que a candidatura de oposição liderada pelo deputado federal Capitão Wagner, é hoje uma ameaça maior a liderança dos FGs, do que representou a postulação do então senador Eunício Oliveira, em 2014, quando foi derrotado no 2º turno por Camilo.

  • José Guimarães fala grosso contra Lula
    11/01/22 9:32

    O comportamento do cacique mor do PT cearense, José Guimarães, impressionou a todos que atenderam ao seu chamado para a sua reunião anual no Cariri. Em nenhum momento, Guimarães, ao queimar as pontes do PT com o PDT, ressaltou que esse caminho estava solidamente decidido com o respaldo de Lula e da direção nacional do PT.

    Alto lá! Essa posição a favor da aliança com a família Ferreira Gomes, para mantê-la no controle político do Ceará por mais quatro anos, é dele, e não há espaços no PT do Ceará para que Lula ou a presidente nacional Gleise Hoffmann venha a exigir que Ciro Gomes desista de seu projeto presidencial, ou pelo menos reduza os ataques – cada dia mais grosseiros e intensos – a Lula e ao PT.

    Guimarães está indiferente a essas reclamações contínuas da cúpula petista. Controla o PT no Estado e resolveu adotar o caminho que mais favorece a sua reeleição à Câmara Federal e aos seus interesses pessoais.

  • José Guimarães se entrega aos FGs
    11/01/22 9:30

    O deputado federal José Guimarães veio ao Cariri no fim de semana e, sem rodeios, garantiu que a aliança do PT com a oligarquia Ferreira Gomes vai continuar no Ceará, independente da opinião do presidenciável Lula.

    Guimarães reuniu a imprensa para tirar as esperanças do ex-senador Eunício Oliveira ou dos deputados federais petistas Luizianne Lins e José Airton Cirilo, de serem o candidato apoiado ou lançado pelo PT na corrida ao Abolição. Não tem Lula que dê jeito.

    Surpreendente o autoritarismo demonstrado por Guimarães durante encontro com os jornalistas. Descartou qualquer interferência de Lula na decisão do rumo que o PT irá adotar nas eleições deste ano no Ceará. Disse, categoricamente, que quem manda no partido é ele, e sua vontade é manter a união do PT com o PDT. Não aprofundou se chegou a comunicar a Lula ou a presidente nacional, deputada Gleise Hoffmann, que não há nenhuma exigência do partido para continuar o acordo no Ceará.

  • Lula espera desistência de Ciro
    04/01/22 9:13

    O presidenciável do PT, Lula, estabeleceu um prazo máximo para que Ciro Gomes anuncie que não é mais candidato à presidência da Republica, e apoiará a sua candidatura. O limite de espera de Lula é a data da desincompatibilização: 30 de março.

    Depois disso, se Ciro realmente lançar sua candidatura no dia 21 de janeiro, e cumprir sua promessa de ser ainda mais agressivo tendo Lula como alvo, os irmãos Ciro e Cid Gomes já foram cientificados: o PT do Ceará romperá com o PDT e terá candidatura própria. Não há deputado federal José Guimarães que impeça o rompimento.

    Lula não aceita mais ser alvo de ataques grosseiros de Ciro. Também quer até essa data fatal, conversar pessoalmente com o governador Camilo Santana. Agenda uma viagem ao Ceará, mas se esse compromisso não ocorrer antes de abril, Camilo irá ter um encontro com Lula em São Paulo. Quer decidir tudo combinado com Camilo, a quem respeita e quer como aliado no seu projeto de retornar ao Planalto.

  • Eliane Estrela desiste da Assembleia
    04/01/22 9:10

    A secretária de Educação do Ceará, a cratense Eliane Estrela, abriu mão de ser candidata a deputada estadual em 2022. Segundo confessou a aliados, o recuo é estratégico: para se credenciar na disputa municipal de 2024, para a prefeitura do Crato.

    A outra versão é que Eliane foi aconselhada a abandonar a disputa, para ajudar na reeleição do deputado federal Idilvan Alencar, seu padrinho político. Idilvan estaria encontrando dificuldades de fechar colégios eleitorais e teria trocado apoios em municípios onde não tem entrada para trazer novos nomes ao Crato.

    Eliane pedirá voto para Idilvan e o indicado dele a Assembleia. Eliane concordou com a desistência pelo sonho de ser prefeita do Crato. Aí estão duas versões sobre Eliane Estrela não concorrer mais a Assembleia. Outras irão aparecer.

  • Lideranças viram as costas para Dr. Leitão
    04/01/22 9:09

    Mesmo apoiado pelo senador Cid Gomes, seu genro, o promotor aposentado Leitão Moura está sentindo dificuldade de se credenciar para a disputa por uma vaga na Assembleia no seu principal reduto eleitoral: o Crato. Dr. Leitão tem reclamado do esvaziamento de lideranças que estavam fechadas com sua pré-candidatura.

    O último a abandoná-lo foi seu ex-coordenador, Fernando Top Telha, que já declarou apoio ao sobrinho do prefeito Zé Ailton Brasil, o vereador Lucas Brasil. Leitão reclama abertamente da perseguição da família Brasil, mas Zé Ailton garante não ter nada a ver com as articulações do sobrinho.

    Além de Fernando, Dr. Leitão já perdeu pelo menos uma dúzia de outras lideranças de bairro, que migraram para outros pré-candidatos a deputado estadual. As lideranças acusam Leitão de ter abandonado por um longo período as bases. E ao tentar retornar agora estaria enfrentando dificuldades. Senador Cid Gomes está sendo convocado a salvar sua candidatura.

  • Consórcio de vereadores sendo investigado
    04/01/22 9:09

    A crise que varreu a Câmara de Juazeiro do Norte, sobre a articulação para derrubar o prefeito Glêdson Bezerra, em fevereiro de 2021, continua na mira da Polícia Civil. Recentemente, o vereador afastado Darlan Lobo, o empresário Yury do Paredão e o ex-policial João Paulo foram intimados a prestar novos depoimentos sobre o caso.

    A manobra para derrubar o prefeito Glêdson veio à tona depois que foram vazados áudios de João Paulo assumindo ter sido contratado para encabeçar o pedido de cassação. Tudo foi confirmado pelo empresário Yury, irmão da vereadora Yanny Brena.

    Yury disse que chegou a ser contactado para compor um consórcio de vereadores para bancar a queda do prefeito. Após o vazamento, a Polícia Civil passou a apurar o caso e promete para breve a conclusão do inquérito. Mais vereadores podem ser afastados da Câmara.

PUBLICIDADE