Ciro tenta fazer graça com tatu e esquece tatuzões de Cid que enferrujam abandonados

Cid Gomes e Ciro Gomes

03/08/17 19:32

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) tentou fazer graça, nesta quinta-feira (3), nas redes sociais, afirmando que “tirar o tatu de cima do toco é muito difícil”, em referência à votação que barrou a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) na Câmara dos Deputados, ontem.

“A lição do golpe: depois que colocam lá em cima, é difícil tirar. Em outras palavras: Tirar o tatu de cima do toco é muito difícil. Pra descontrair um pouco”, postou Ciro.

No entanto Ciro, que passeava com a namorada no Chile enquanto os deputados federais votavam a admissibilidade da denúncia – que afastaria Temer do cargo caso fosse aceita – não esperava que um internauta lembrasse de outros tatus, os tatuzões” comprados pelo seu irmão, o então governador Cid Gomes (PDT).

Cid gastou mais de R$ 138 milhões na compra de quatro tatuzões em 2013 para o Metrofor, no entanto os equipamentos nunca foram usados e, hoje, estão se deteriorando por falta de uso.

LINKS PATROCINADOS