Ciro escapa de ação por calúnia e difamação, mas responderá por injúria contra Doria

Presidenciável Ciro Gomes

02/08/17 15:02

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) escapou, na terça-feira (1º), de responder por calúnia e difamação por ter afirmando que o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), “reforçou muito a grande fortuna dele, do liberal, com dinheiro público dos governos do PSDB de Minas e São Paulo”.

A 23ª Vara Criminal de São Paulo entendeu que o caso não se enquadra em calúnia e difamação: “Não resta caracterizado o crime de calúnia se não há imputação de fato específico definido como crime”. No entanto Ciro ainda responderá injúria, mas a 23ª Vara declinou da competência e enviou o processo ao Juizado Especial Criminal.

LINKS PATROCINADOS