Sete dias por semana sem medo da notícia!
Ciro é procurado e foge para não falar sobre atentados no Ceará
FG concedeu entrevista ao jornal espanhol El País
Ciro Gomes

Ciro Gomes foi procurado pelo jornal El País, na última sexta-feira (4), para comentar sobre a série de ataques que facções realizam em todo o Ceará, mas se recusou a falar. Criminosos plantam o terror no Estado que já soma mais de 100 atentados.

O FG concedeu entrevista ao veículo espanhol dia 2 de janeiro, em Fortaleza. Na ocasião, ele falou sobre o governo Bolsonaro e o cenário político.

Na matéria publicada neste domingo (6), Ciro agride verbalmente o ministro da Justiça, Sérgio Moro, qualificando-o de “chibata moral da nação” em tom de deboche. O presidente Jair Bolsonaro, o ex-presidente Lula e o presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira, também foram alvos de ataques.

Confira trechos da entrevista:

Ciro ataca que Bolsonaro não tem propostas:

FG responde a pergunta sobre o por que só agora descobriu problemas do PT e diz que aliados de Lula “apodreceram”:

O candidato derrotado afirma que Lula e o PT deram 1 bilhão de reais em propina ao senador Eunício Oliveira:

Em tempo

Ciro chama Eunício de corrupto mas não explica o fato do irmão ter recebido R$ 20 milhões de propina da JBS.

Em tempo II

Moro, que o FG desqualifica na entrevista, foi quem deu a mão seu aliado que pediu ajuda para retomar o controle da Segurança Pública.

Confira a entrevista na íntegra clicando aqui.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também