Ciro diz que petistas estão fazendo “merda” e rejeita apoio do partido em 2018

Ciro Gomes e Lula

28/08/17 8:56

O pré-candidato à Presidência em 2018, Ciro Gomes (PDT), soltou mais uma de suas em uma entrevista. Disse que “ninguém só porque é petista está autorizado a fazer merda à vontade e obrigar a gente a explicar”.

Essa crítica contra Lula e os que endossam sua candidatura ao Planalto está ligada à escolha das parcerias que o partido tem tomado. “Se nós estamos dizendo à sociedade que houve um golpe no Brasil, esse golpe foi praticado pelo Senado, e o Senado era presidido na data pelo Renan Calheiros. Como é que pode a gente dizer que houve um golpe e o Lula confraternizar com Renan Calheiros agora em Alagoas. Eu não aceita isso”, explicou Ciro.

O Ferreira Gomes também esclareceu que, desse jeito, rejeita o apoio do PT e de sua militância para o próximo ano, caso Lula seja impedido de concorrer ao Planalto. “Eu tô fora”.

Confira a fala de Ciro

LINKS PATROCINADOS