sete dias sem medo da notícia
Cid Gomes é absolvido por ter corrido em aeroporto e atrapalhado aterrissagens
Por : Redação CN7
30/10/17 8:00

O ex-governador Cid Gomes (PDT) foi absolvido da corrida ilegal que deu no Aeroporto de Salvador. O ato impensado pôs em risco a vida de centenas de passageiros. Dois aviões – um da Gol e outro da Avianca – tiveram que arremeter (não conseguiram aterrissar), porque Cid estava no meio da pista.

Na decisão, o juiz federal Antônio Oswaldo Scarpa alegou que quando o ex-governador “atravessou de maneira imprudente a pista do aeroporto, pretendia tão somente chegar pontualmente (pelo menos não se atrasar) à reunião do Conselho da SUDENE (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste) marcada para aquele dia, inexistindo nos autos, repise-se, qualquer prova ou circunstância que aponte indícios da vontade consciente e direcionada do acusado em expor as aeronaves AVIANCA e GOL a  perigo”.

Entenda

Cid Gomes virou réu em processo movido pelo Ministério Público que apurava irregularidade cometida no Aeroporto de Salvador em 2012. Na ocasião, ele andou no meio da pista de aterrissagem, ocasionando suspensão de pousos e decolagens por cinco minutos.

Tem mais

O irmão de Ciro se safou desse processo, mas ainda terá de enfrentar os pepinos causados na construção irregular em Área de Proteção Ambiental (APA) na Serra da Meruoca, no empréstimo irregular no BNB, na megalomania do Acquario Ceará e nas inúmeras interrogações sobre as obras da Arena Castelão, Centro de Formação Olímpica, Centro de Eventos, e nos tatuzões para o Metrô de Fortaleza.

Confira a decisão na íntegra no caso da corrida no Aeroporto de Salvador

LINKS PATROCINADOS