Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

Cid Gomes deixa PDT, mas deputados devem permanecer no partido

Salmito Filho foi escolhido para ser o porta-voz do grupo após a reunião

(Foto: reprodução)

14/11/23 21:15

De saída do PDT, Cid Gomes anunciou, nesta terça-feira (14), que 43 dos 56 prefeitos pedetistas decidiram acompanhá-lo e também deixarão o partido. Outros três seguiram posição contrária. Por outro lado, quatro deputados federais e dez estaduais, que inicialmente deixariam o partido, recuaram em suas decisões e vão esperar a validação da carta de anuência – dada por Cid Gomes – pelo presidente nacional do PDT, André Figueiredo.

Participe do grupo do CN7 no WhatsApp

Entre os prefeitos que devem deixar o partido está o de Sobral, Ivo Gomes. A deputada estadual, Lia Gomes, também deve se desfiliar do PDT. Por outro lado, os prefeitos de Assaré, Libório Leite; de AraripeCícero de Deus; e de Pentecoste, Bosco Tabosa, ainda não informaram se sairão da sigla.

“Dos 54 prefeitos do PDT no Ceará, 46 se fizeram presentes e, depois de ouvir os prefeitos, as prefeitas, os deputados, vice-prefeitos, vice-prefeitas, ex-prefeitos, ex-prefeitas, lideranças, na hora de decidir, 43 já decidiram sair do PDT. Os outros três que estavam presentes e no momento da decisão já tinham saído ainda estão sendo contatados para saber se eles de fato vão querer sair, vão decidir pela saída do PDT”, afirmou o secretário do Desenvolvimento Econômico do Estado, Salmito Filho, que foi escolhido como porta-voz do grupo após a reunião. As próximas semanas serão de diálogo sobre o destino dos gestores e dos parlamentares. A decisão deve ocorrer em reunião marcada para o dia 4 de dezembro.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

Ainda durante a coletiva, Salmito Filho informou que os vereadores devem esperar pela abertura da janela partidária, que ocorre em março do próximo ano, para se desfiliarem do PDT. O prazo permite a mudança de partido, por 30 dias, de parlamentares cujos mandatos se encerram naquele mesmo ano. “Os vereadores terão essa oportunidade na janela partidária, como prevê a legislação brasileira”, disse o deputado licenciado.

LINKS PATROCINADOS