sete dias sem medo da notícia
Chapa idealizada por Ciro Gomes exclui Camilo Santana
Por : Redação CN7
27/07/21 9:41

Ciro Gomes insiste em ser candidato ao Planalto pela quarta vez em 2022. Não empolga o eleitorado brasileiro com suas propostas, onde o forte é fazer citações de números. Nem sempre, que correspondem a realidade. Agora, dirigido pelo marqueteiro João Santana, mudou de comportamento e se tornou um contador de causos. Não convence.

Parece muito mais um Rolando Lero da Escolinha do Professor Raimundo, tentando embromar a todos nós. Assim, Ciro se resume a uma liderança estadual. Mantém sua força no Ceará. E é no estado, que pretende fazer seus caprichos. Idealizou uma chapa para a corrida eleitoral do ano que vem. Seu irmão, Cid Gomes volta ao Abolição. Seu amigo, senador Tasso Jereissati é candidato à reeleição.

A vaga de vice está reservada ao PT e ao deputado federal José Guimarães. Tudo resolvido na cúpula. Sem consulta as bases petistas ou sem ouvir a opinião do governador Camilo Santana, que é candidato ao Senado.

Ciro decidiu que Camilo fica no Abolição até o final do mandato, no dia 31 de dezembro, para viabilizar a vitória de Cid e Tasso. Caso ele ou Lula sejam eleitos para o Planalto, Camilo será escolhido para um ministério, com o aval dos FGs. Essa montagem proposta por Ciro esbarra no PT e em Camilo. Também na vontade popular que decidirá nas urnas.

LINKS PATROCINADOS