Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

Ceará seria destino de fugitivos de Penitenciaria Federal, aponta denúncia

Eles mandaram acessar as redes sociais e ligar a TV para ver as notícias da fuga

Foto: imagem ilustrativa/Mossoró

17/02/24 10:46

Uma família feita de refém pelos fugitivos da Penitenciaria Federal de Mossoró (PFMOS), no Rio Grande do Norte, noite desta sexta-feira (16), disse que eles perguntaram como chegava ao Ceará. Segundo um relatório dos investigadores, Deibson Cabral Nascimento, 33 anos, e Rogério da Silva Mendonça, 35, saíram da residência por volta das 00h30 deste sábado (17). O local é próximo à unidade de segurança máxima. Os dois levaram comida, celulares e carregadores das vítimas. As informações são da CNN Brasil.

Siga o canal do CN7 no WhatsApp

Conforme o relatório, além de perguntar pelo estado cearense, eles mandaram acessar as redes sociais e ligar a televisão para ver as notícias relacionadas à fuga; fizeram muitas ligações pelo WhatsApp, alguns números com DDD 21, o interlocutor possuía sotaque e mencionou que estava no Rio de Janeiro; perguntaram a todo momento a localização e demonstravam desconhecimento do lugar onde estavam; perguntaram se estava longe do litoral; se tinha muito ponto de bloqueio na rua entre outros pontos.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

Ainda segundo os investigadores, os fugitivos não levaram o carro nem a moto da vítima, que deu detalhes de como eles estavam vestidos. Segundo o relato, os dois estavam de boné, um de camisa escura, calça azul-claro com a numeração característica do presídio e tênis azul com passador e o outro de camisa clara. A casa fica localizada no fim de uma rua, voltado para o pé da mata.

“Não pediram dinheiro, falaram que só queriam comida e celular, levaram comida (ovo cozido e outros itens) em sacola plástica. Não estavam de mochila”, diz o relatório.

LINKS PATROCINADOS