Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

Ceará registra crescimento de feminicídios em 2023, aponta pesquisa

Relatório Elas Vivem: Liberdade De Ser e Viver

Foto: reprodução/WhatsApp

08/03/24 8:37

O Ceará registrou 171 feminicídios no ano de 2023, segundo a Rede de Observatório de Segurança. Ao comparar com os dados de 2022, houve um aumento de 10 casos, registrando 161 mulheres mortas por questão de gênero. A pesquisa divulgada nesta quinta-feira (7), no dia que antecede o Dia Internacional da Mulher, mostra que o estado teve um crescimento de feminicídio também em seis anos.

Siga o canal do CN7 no WhatsApp

O relatório Elas Vivem: Liberdade De Ser e Viver aponta que, em 2023, 42 feminicídios foram registrados, um aumento de 50% em relação à 2019. Dos casos, 26,19% aconteceram em Fortaleza, na capital do estado. O relatório aponta ainda que 26 vítimas tinham entre 18 a 39 anos.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

Segundo a Rede de Observatórios, o Ceará é o estado do Nordeste com mais casos de vitimização de pessoas trans e travestis, foram 7. O relatório aponta “falta de qualidade na base de dados da Secretaria
de Segurança Pública”, trazendo o alerta para a legitimação dessas vítimas.

LINKS PATROCINADOS