Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

CE lidera ranking nacional de crianças alfabetizadas na idade certa

Dados foram apresentados durante Compromisso Nacional Criança Alfabetizada

INAUGURACAO CEI JAIBARAS EM SOBRAL. (Foto: Carlos Gibaja/Governo do Ceará)

28/05/24 15:20

De acordo com relatório apresentado pelo Ministério da Educação (MEC), nesta terça-feira (28), durante reunião do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, em Brasília, o Ceará é o único estado brasileiro a ter mais de 80% das crianças alfabetizadas na idade certa. A solenidade contou com as presenças do presidente Lula, do ministro Camilo Santana, e de governadores, incluindo o governador Elmano de Freitas.

Siga o canal do CN7 no WhatsApp

“Esses dados mostram que estamos no caminho certo. Mas ainda temos muito a avançar. O Governo do Ceará não tem medido esforços e nem recursos para fazer a nossa educação crescer cada vez mais. Investir em educação é a garantia de um estado mais justo, humano e igualitário”, destacou Elmano de Freitas.

Ainda de acordo com o relatório do MEC, 56% das crianças brasileiras alcançaram o patamar de alfabetização definido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) para o 2° ano do ensino fundamental. Com o resultado, o Brasil recuperou o desempenho de alfabetização anterior à pandemia de Covid-19.

O indicador, que integra o Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, foi calculado a partir do alinhamento nacional dos dados consolidados pelas avaliações aplicadas nos estados em 2023. O programa foi lançado pelo MEC no ano passado, com o intuito de garantir o direito à alfabetização de todas as crianças do Brasil.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

O Compromisso contou com R$ 1 bilhão em investimento para apoiar estados, municípios, a fim de assegurar que todos os estudantes brasileiros estejam alfabetizados ao final do 2° ano do ensino fundamental, além de recompor as aprendizagens, com ênfase na alfabetização de todas as crianças matriculadas no 3°, 4° e 5° ano afetadas pela pandemia.

LINKS PATROCINADOS