sete dias sem medo da notícia
Sem ninguém
Caucaia zera ocupação dos leitos de UTI para tratamento da Covid-19
Os leitos de UTI para pacientes com Covid-19 estão desocupados dá dois dias
Por : Redação CN7
27/07/21 18:29

A Prefeitura de Caucaia informou nesta terça-feira (27), através da Secretaria Municipal de Saúde, que todos os leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) exclusivos para pacientes diagnosticados com Covid-19 estão desocupados há, pelo menos, dois dias. Agora, os 20 leitos de UTI do Hospital Municipal Abelardo Gadelha da Rocha (HMAGR) podem ser utilizados por pacientes clínicos que precisam de atendimento intensivo.

“É importante porque a gente percebe que os índices da Covid estão reduzindo no nosso município e o mais importante é a disponibilidade desses leitos para outro público, pessoas que precisam de leito de UTI clínica e que agora poderão ser melhor atendidas”, disse a diretora de atenção especializada em Caucaia, Amanda Xerez.

Segundo a Secretaria de Saúde de Caucaia, o próximo passo será transformar os 30 leitos de enfermaria criados para atender pacientes de Covid-19 durante o pico da pandemia, em leitos de enfermaria permanente disponíveis a pacientes em tratamento no Hospital Municipal.

Melhorias na atual gestão

No inicio da gestão do prefeito Vitor Valim (PROS), Caucaia possuía apenas 5 leitos de UTI e 13 leitos de enfermaria destinados a pacientes vítimas do Covid-19. Com a intervenção da nova gestão, a UTI foi ampliada para 20 leitos. E de 13 leitos de enfermaria saltou para 65 leitos exclusivos para pacientes com coronavírus. Agora, esses leitos passam a atender pacientes de Caucaia com outras necessidades de tratamento clínico.

LINKS PATROCINADOS