Sete dias por semana sem medo da notícia!
Caucaia só perde para a Capital em número de homicídios. Neste ano já são 144
Nas últimas 24 horas, mais dois assassinatos misteriosos foram registrados na cidade
Diariamente, corpos de vítimas de homicídios são recolhidos em Caucaia pela Pefoce

Subiu para 144 o número de assassinatos em Caucaia em 2019. Nesta segunda-feira (19), mais dois crimes de morte foram registrados naquela cidade da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), atualmente, a mais violenta da região. Os dois crimes de morte estão sendo investigados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e pelo Núcleo de Homicídios da Delegacia Metropolitana do Município.

O primeiro crime foi registrado ainda de manhã, quando populares localizaram um cadáver na Rua Manoel Alves, na localidade de Mangabeira. A Polícia identificou a vítima como Antônio Fernando Silva de Moraes, 50 anos. De acordo com a família, ele havia saído de casa na manhã do domingo e não foi mais encontrado com vida.

De acordo com a Perícia Forense, o corpo apresentava lesões na altura do pescoço.

Outro assassinato

O segundo homicídio foi registrado horas depois, quando moradores do bairro  Araturi encontraram um cadáver do sexo masculino  em um matagal, nas proximidades da estação do Metrô-Oeste (Caucaia). A Polícia identificou o morto como Antônio Lucilane Albuquerque de Araújo, 54 anos.  Ele foi assassinado com vários tiros.

De acordo com os moradores, na noite de domingo (18) foram ouvidos vários estampidos. Com medo de represálias, ninguém saiu de casa. Mas, na manhã de ontem o corpo de Lucilane foi encontrado próximo da estação.  O cadáver apresentava vários ferimentos a tiros, na cabeça, tóraz e membros, caracterizando uma execução sumária.

Balanço

Do dia 1º  de janeiro até ontem (19), 144 homicídios, latrocínios, feminicídios e lesões corporais seguidas de  morte foram registradas no Município de Caucaia. A maioria dos crimes se deu por conta da guerra entre facções criminosas em bairros como  Itambé (1 e 2), Padre Júlio Maria, Conjunto Araturi, Metropolitano (Picuí), Cigana, Jandaiguaba, São Miguel, Jurema, Nova Metrópole, Capuã, Mestre Antônio e Parque Albano.

Entre os assassinados em Caucaia, neste ano, estão 15 mulheres, a maioria formada por jovens mortas por envolvimento ou represálias de grupos criminosos arma (as facções).

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também